Rifle usado pelo militar foi apreendido e entregue na delegacia junto com o suspeito – Foto: Nonato Sousa

Um militar do Exército, que não teve o nome informado, foi detido na noite desta terça-feira (26) com um rifle calibre 22, após ser acusado de ameaçar uma vizinha. De acordo com os policiais militares que atenderam a ocorrência, quando a equipe chegou à casa do militar ele a recebeu com a arma nas mãos, e alegou que “não sabia que era a polícia”.

O militar negou as ameaças e foi conduzido ao Plantão da Polícia Civil. Ele afirmou que o rifle é registrado. Além da acusação de ameaça, o militar foi apresentado pelos PMs por ter recebido a equipe com arma em punho, possivelmente como forma de intimidação, para que a delegada de plantão adote a medida cabível.

ASSÉDIO

A mulher falou com a reportagem revelou que o problema com o militar é muito mais grave do que ameaça. Ela acusou o vizinho de assédio contra a filha de 15 anos, e disse que nesta terça-feira, antes das ameaças, registrou um boletim de ocorrência contra o militar pelo assedio contra sua filha.

Ela acrescentou que devido ao assédio sofrido, a garota cortou os pulsos. “Minha filha está com depressão”, disse.

Até às 22h a equipe policial ainda não tinha concluído o relatório para entregar o militar. A delegada de plantão, Eliane Gonçalves, falou com a reportagem sobre o caso e disse que ainda não sabia do conteúdo da ocorrência, por isso não poderia informar qual a sua decisão. “Estou aguardando a entrega do relatório para me inteirar do caso e começar a ouvir os envolvidos, e só então poderei definir se haverá prisão em flagrante do suspeito e por qual crime”, informou.

A reportagem não teve acesso ao militar.

Informações: Roraima em Tempo