Mãe da jovem pediu ajuda da Polícia Civil, após filha ligar aos prantos e dizer que foi estuprada e que estava no meio do mato – Foto: Nonato Sousa

Uma garota de 13 anos foi sequestrada e estuprada na tarde desta quinta-feira (28). A vítima foi levada para uma área de mato no balneário Cauamé por quatro indivíduos, e depois estuprada por pelo menos um deles. De acordo com fontes da polícia, ela foi abandonada no local.

A vítima conseguiu ligar para a família. A mãe da garota pediu ajuda da Polícia Civil e com apoio de policiais Grupamento de Intervenção Rápida Ostensiva (Giro) da Polícia Militar, e de uma equipe de busca e salvamento do Corpo de Bombeiros, agentes do Plantão da PC foram para o Cauamé procurá-la, atendendo determinação do delegado Wpslander Trajano.

As equipes policiais vasculharam parte da área de mata do balneário, mas não encontraram a garota. A reportagem foi informada que durante as buscas, a mãe da vítima foi avisada pelo celular que a filha já tinha saído do local e tinha sido vista na rua no bairro São Bento.

Imediatamente as equipes policiais seguiram para o bairro e encontraram a garota na casa de uma amiga. Ela confirmou aos policiais que foi estuprada e disse que não foi para casa por medo, e que os criminosos ameaçaram matar sua família.

Acompanhada da mãe, a vítima seguiu com os policiais até a delegacia, onde contou em detalhes como tudo ocorreu. Ela também foi encaminhada para receber cuidados médico e para fazer exame de conjunção carnal.

A reportagem apurou que segundo a garota, ela foi “sequestrada” por quatro indivíduos que andavam num carro, modelo e cor não informados para não atrapalhar a investigação, já que os criminosos não foram capturados.

Ela estava na rua, no bairro São Bento, e havia ido deixar o irmão na escola quando os homens apareceram e a obrigaram a entrar no carro. Depois foi levada para o Cauamé, onde foi estuprada.

Como nenhum suspeito foi encontrado, o caso agora será investigado pelo Núcleo de Proteção à Criança e Adolescente.

Informações: Roraima em Tempo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here