A Polícia Civil divulgou nesta terça-feira (17) os retrato falados de um homem e uma mulher suspeitos de assassinar Márcio Fran Batalha Cidade, de 23 anos. O crime ocorreu em uma fazenda na região da Serra da Lua, no município de Bonfim, ao Norte de Roraima, onde a vítima foi enterrada.

De acordo com a Civil, a família de Márcio procurava por ele desde 28 de novembro, mas só o encontrou no dia 30 porque foram atraídos por um bando de urubus. O trabalhador foi morto a facadas e o corpo foi encontrado com mais de 40 perfurações.

Os suspeitos, segundo a Civil, são venezuelanos e trabalhavam na mesma fazenda que Márcio. O motivo do crime teria sido o interesse da mulher pelo celular da vítima. Após a polícia ter sido acionada e o corpo retirado de onde foi enterrado, a dupla fugiu do local de trabalho e seguem desaparecidos.

O delegado responsável pelo caso, Alberto Alencar, disse que a família de Márcio estava alojada em um lugar que não há energia e todos os dias ia carregar o celular no local em que o casal morava.

“Um dia ele voltou e contou para a mãe que a esposa do caseiro estava interessada em comprar seu aparelho de telefone. Dias depois ele saiu, por volta das 14h, para carregar o celular e não voltou mais”, contou o delegado.

Denúncias

Informações sobre a localização dos suspeitos podem ser enviadas no número (95) 98119-9499 ou pelo Disque Denúncia 180. A Polícia Civil garante que a identidade do denunciante será mantida em sigilo.

Os retratos foram construídos por peritos do Instituto de Identificação Odílio Cruz a partir das declarações de testemunhas.

Informações: G1 Roraima