Investigadores das denúncias de abuso contra João de Deus identificaram a movimentação de R$ 35 milhões nas contas bancárias do médium logo após a divulgação de depoimentos de mulheres que dizem terem sido abusadas sexualmente pelo religioso.

A descoberta da retirada do valor fez com que a polícia estadual e o Ministério Público agissem para acelerar o pedido de prisão de João de Deus. Neste sábado, 15, o religioso foi considerado foragido pelos órgãos após acabar o prazo para ele se entregar, às 14h.

Após expedição do mandado de prisão, as autoridades fizeram buscas em mais de 20 locais e não encontraram o médium. O MP de Goiás já contabilizou 335 denúncias no estado e mais 30 de outros locais do País alegando abusos sexuais cometidos pelo religioso.

Informações: Notícias – Band – Uol

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here