Os três senadores eleitos por Roraima, Mecias de Jesus, Telmário Mota e Chico Rodrigues têm contratados em gabinetes e escritórios de apoio um total de 130 servidores, entre comissionados e efetivos que contam com gratificações que passam dos R$ 20 mil reais.

O senador Chico Rodrigues, por exemplo, emprega até o momento 25 pessoas com salários de R$ 17,9 mil para uma secretária parlamentar, R$ 10 mil para outro secretário parlamentar, R$ 14,8 para assessor parlamentar, R$ 14,3 para outro assessor parlamentar, dentre outros vários valores que variam de R$ 6 a R$ 8 mil.

O senador Telmário Mota emprega 50 pessoas no gabinete e no escritório de apoio. Os salários dos empregados de Telmário também são altos e passam dos R$ 20 mil reais. Um servidor conhecido em Roraima por publicar vídeos com xingamentos contra parlamentares e ex-parlamentares nas redes sociais, inclusive que já foi condenado na justiça a pagar danos morais, recebe R$ 11 mil para ser assistente parlamentar.

Já Mecias de Jesus tem em seu gabinete e no escritório de apoio, 54 servidores, sendo 2 deles efetivos e que têm cargos em comissão.  Tanto no escritório como no gabinete, Mecias paga salários que chegam a R$ 11,2 mil, R$ 10,3 mil, R$ 8,9 mil, R$ 6 mil, dentre outros valores. Dois servidores são efetivos e recebem R$ 23,3 mil com função comissionada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here