A zona oeste de Boa Vista concentra 38 bairros, sendo a mais populosa da cidade: 229.454 habitantes, de acordo com o último Censo (2010). Pessoas que diariamente precisam se deslocar para outros pontos da capital. Um desafio para a mobilidade urbana.

Nessa área estão localizados bairros como Cidade Satélite, Silvio Leite, Jardim Primavera, Airton Rocha e Nova Cidade. O que eles têm em comum, além de pertencerem à mesma região? Pontes.

Atualmente são três. A primeira ponte foi construída nas avenidas Antares/ Parimé Brasil e liga o bairro Cidade Satélite ao Jardim Caranã.

A segunda une os bairros Airton Rocha e Nova Cidade. A terceira ponte, construída na avenida Padre Anchieta, aproximou os bairros Cidade Satélite, Jardim Primavera, Murilo Teixeira e Silvio Leite.

Antes da construção das pontes nas avenidas Parimé Brasil e Padre Anchieta, o bairro Cidade Satélite tinha apenas uma ligação urbana com o restante da cidade, por meio da avenida Carlos Pereira de Melo.

Para o técnico em refrigeração, Dierci Diene, as obras ampliaram o acesso ao bairro e facilitaram a vida dos moradores.

“Com a construção da ponte [da avenida Parimé Brasil] eu reduzi de 30 para 15 minutos o tempo de deslocamento até o centro da cidade, em horário de pico. A gente também se sentia meio isolado, agora tem mais acessos”, comentou.

Para o apicultor Luiz Carlos Gomes, 51 anos, morador do Nova Cidade, a substituição da ponte de madeira pela de concreto eliminou os transtornos na região.

“A ponte nova melhorou muito a vida dos moradores. A antiga, que era de madeira congestionava muito o trânsito e quebrava com frequência, dificultando o acesso a outros bairros”

As pontes fazem parte das obras de mobilidade urbana iniciadas pela Prefeitura de Boa Vista em 2015. Os serviços incluem ainda, a construção de 40 km de ciclovias, 675 abrigos de ônibus, terminal Luiz Canuto Chaves e outros investimentos.

Informações – G1 Roraima