Prédio é a maior unidade básica de saúde do município, com oito salas destinadas para os atendimentos

A Prefeitura de Caracaraí, região Sul Estado, conseguiu recuperar a obra de construção do Posto de Saúde Santo Antônio, localizado no bairro de mesmo nome, que estava abandonada há cerca de seis anos. Os trabalhos estão em fase de conclusão e devem ser entregues à polução em dois meses.

O prédio é a maior unidade básica de saúde do município, com oito salas destinadas para os atendimentos de odontologia, vacinação, pré-natal, microscopia, além de outros serviços que são normalmente oferecidos na atenção básica. A estrutura conta ainda com recepção e copa.

“Conseguimos salvar uma obra que estava paralisada há seis anos, inclusive, era considerada como perdida. O ex-senador Romero Jucá [MDB] tomou à frente e antes de deixar o mandato resolveu tudo para a prefeitura. Agora, nós já licitamos e a obra está 50% pronta. Estou muito feliz”, celebrou a prefeita de Caracaraí, Socorro Guerra (SD).

A gestora explicou que o posto será de grande importância para as pessoas que moram nas imediações da unidade. Ela ressaltou que, mesmo com dinheiro em caixa, a obra não foi concluída pelas gestões passadas, o que prejudicou os moradores no município que buscam atendimento médico.

Além de conseguir os recursos para a conclusão da unidade de saúde, o ex-senador Romero Jucá conseguiu viabilizar verbas junto ao governo federal para compra de mobília e equipamentos necessários no posto de saúde. Para a prefeita, a conclusão da obra será uma grande conquista para os munícipes.

“Romero Jucá teve uma visão de futuro e conseguiu salvar a obra. Será muito importante para os moradores de Caracaraí. É um momento de alegria para mim. Quando cheguei lá e vi as instalações fiquei muito feliz. Está bem adiantada e acredito que vai ficar pronta em dois meses”, previu entusiasmada.

EMBARGO

Por conta da demora no início das obras e outros problemas decorridos nas gestões passadas, a estrutura estava condenada pelo Ministério da Saúde e não poderia mais ser realizada. No entanto, a gestão atual verificou que ainda tinha R$ 213 mil em caixa para construção do posto de saúde.

Com apoio e articulação do ex-senador junto ao Ministério da Saúde, a obra foi autorizada. “Além dos R$ 213 mil, nós estramos com mais R$ 100 mil e estamos concluindo a obra. Temos um prazo para terminar e pelo decorrer dos trabalhos vamos entregar logo”, concluiu.

Informações: Roraima em Tempo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here