Na contramão dos anseios populares, Jhonatan de Jesus quer se aposentar mais cedo

com apenas seis anos de mandato contribuindo com o PSSC, Jhonatan e seus colegas já conseguem se aposentar com valores superiores ao teto do INSS
com apenas seis anos de mandato contribuindo com o PSSC, Jhonatan e seus colegas já conseguem se aposentar com valores superiores ao teto do INSS

Mais uma vez, a família de Mecias de Jesus aparece em uma matéria polêmica do site O Antagonista. Depois do senador ser denunciado por envolvimento em suposta fraude na eleição para a Presidência do Senado, é a vez do ‘filhote’ Jhonatas. Ele aparece na lista dos deputados que fazem questão da aposentadoria especial.

Esse modelo refere-se ao Plano de Seguridade Social dos Congressistas (PSSC), que, em 1997, alterou as regras da aposentadoria de políticos, permitindo a concessão do benefício a partir dos 35 anos de contribuição e 60 anos de idade, sem qualquer distinção entre homens e mulheres.

Funciona da seguinte forma: a cada ano de contribuição, o deputado tem direito a 1/35 (um trinta e cinco avos) do salário total. Se ele passar 35 anos de Congresso contribuindo para o PSSC, quando se aposentar vai receber mensalmente os R$ 33.763,00.

Ou seja, cada ano a mais de contribuição nesse regime rende R$ 964,65 a mais para a aposentadoria. Assim, com apenas seis anos de mandato contribuindo com o PSSC, Jhonatan e seus colegas já conseguem se aposentar com valores superiores ao teto do INSS. E o povo? O povo que se lixe, né?

Confira a lista completa aqui.