Com a visita do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli a Roraima, mais uma vez passaram a limpa nos venezuelanos que se amontoavam na frente da Rodoviária Internacional de Boa Vista.

Quem passou por lá no final de semana, por volta das 20h, antes da chegada do ministro, pôde perceber a grande quantidade de pessoas, crianças, mulheres, todos ocupando as calçadas, meios fios, abrigos de ônibus e faxadas das lojas ao redor.

Mas, por incrível que pareça, na noite dessa segunda-feira, 22, sumiram muitos. Poucos foram os que ficaram para trás e permaneceram ao relento. Não se sabe ao certo, mas, todas as vezes que representantes de Brasília vêm a Roraima, curiosamente alguém passa recolhendo os refugiados que estão fora dos abrigos.

O problema é que, logo logo, estarão todos nas ruas de novo e, quem deveria ver a gravidade da situação para levar a mensagem à União acaba não percebendo o tamanho dessa bomba relógio que a população de Boa Vista está vivendo.

Todos os dias circulam nas redes sociais vídeos de brasileiros espancando venezuelanos que são imobilizados após assaltos, furtos, roubos. A pancadaria é grande e, às vezes, dá até um pouco de pena do indivíduo, mas logo passa.

Da redação – Foto – Avener Prado/Folhapress

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here