As 15 pessoas foram autuadas em flagrante por organização criminosa após se unirem à facção local (Foto: Divulgação)

Numa operação integrada, realizada na madrugada dessa quinta-feira, 10, no município de Pacaraima, Norte do estado, fronteira com a Venezuela, a Polícia Militar, com apoio da Polícia Civil, da Força Nacional e do Exército Brasileiro, prenderam 15 pessoas em flagrante. Todas são suspeitas de pertencerem a uma facção criminosa venezuelana.

A operação foi coordenada pelo efetivo da 1a Companhia Independente de Policiamento de Fronteira (CIPFRONT) da Polícia Militar de Roraima e teve como objetivo combater ações da facção venezuelana que estaria buscando estabelecer vínculo com uma facção local para a prática de crimes na região.

Na noite de quarta-feira, 9, uma guarnição da Polícia Militar prendeu um suspeito de cometer crimes a mando da facção venezuelana. Durante interrogatório, o indivíduo afirmou que a organização criminosa do país vizinho havia se unido com uma facção brasileira para se estabelecer em todo o Estado de Roraima. O acusado passou a ser testemunha-chave da operação.

O comandante da guarnição da PM entrou em contato com o Exército Brasileiro, com a Força Nacional e junto com a Polícia Civil deflagraram a operação visando prender a quadrilha que estava aterrorizando a população de Pacaraima.

As forças de segurança fizeram um cerco próximo às bandeiras do Brasil e da Venezuela, onde abordaram 45 pessoas, todas de origem venezuelana. Na delegacia do município, 15 pessoas foram identificadas pela testemunha-chave e presos em flagrante.

O comandante da Polícia Militar, coronel Elias Santana, destacou a atuação integrada das forças de segurança do Estado. “É uma ação muito significativa na fronteira para mostrar de forma cabal a nossa resiliência e a nossa vontade de propiciar aos moradores de Pacaraima a sensação de segurança abalada por esses indivíduos de nacionalidade venezuelana que vêm para nosso Estado na intenção de praticar delitos”, ressaltou o comandante.

Informações: Folha de Boa Vista

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here