As vítimas foram identificadas no início da noite desta terça-feira, 15 (Fotos: divulgação)

Uma tragédia na loja Oxigênio Centro Norte, especializada no comércio e distribuição de oxigênio e gases, resultou na morte de quatro pessoas. As explosões seguidas de incêndio ocorreram na manhã de terça-feira, dia 15, quando três explosões destruíram parte da empresa localizada na avenida Glaycon de Paiva, bairro São Vicente.

Foram identificados como vítimas fatais três funcionários da empresa: Plínio Ricardo Anderson Rogelio Schuertz, de 42 anos, e os auxiliares de produção Yorvis De Jesus Leon Alchacoa, de 48 anos e o jovem Ariel Mateus Da Silva, de 20 anos, além de um cliente, o empresário Emanuel Batista Silva, de 60 anos. Todos os corpos foram liberados aos familiares para sepultamento.

A primeira explosão causou susto em quem transitava pela avenida e quem estava em prédios comerciais próximos, como o Mercado Romeu Caldas. Lojistas tiveram que fechar as portas e dar fim ao expediente, pedindo que os funcionários e clientes evacuassem os prédios, considerando que havia riscos de novas explosões por conta do vazamento de gás.

Veículos e vidraças de prédios próximos também foram danificados com os estilhaços que saíram de dentro da loja no momento em que os cilindros de gás explodiram.

O Corpo de Bombeiros isolou a área em um perímetro de 500 metros de distância da loja, como forma de segurança, para impedir e prevenir a possiblidade de novas vítimas, e resfriou os cilindros de gás para evitar que continuassem explodindo. Os bombeiros também retiraram do local todos os cilindros que continham gás, com ajuda da própria empresa. A chuva que se iniciou após o meio dia também contribuiu para que os riscos fossem minimizados.

As causas definitivas do acidente ainda não foram reveladas e o Corpo de Bombeiros tem até 30 dias para emitir um laudo. No entanto, segundo o tenente Maxsuel Lopes, a primeira explosão pode ter sido causada pela presença de graxa ou óleo nos cilindros.

Ainda conforme o tenente, a equipe de Bombeiros entrou em contato com os proprietários da empresa que explicaram que essas explosões podem ocorrer quando há presença de algum óleo, graxa, de algum hidrocarboneto do próprio cilindro. As explosões seguintes podem ter acontecido por dois motivos: por conta do aquecimento dos cilindros ou de um incêndio que começou a partir da primeira explosão.

Informações: Folha de Boa Vista

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here