Nicoletti esteve entre os deputados que apoiaram Delegado Waldir, em oposição a Eduardo Bolsonaro (Foto: Agência Câmara)

Enfrentando brigas internas, o Partido Social Liberal (PSL) passou por uma tentativa de mudança do líder da Câmara dos Deputados em Brasília, supostamente para atender a uma orientação do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Porém, alguns partidários foram contra a proposta, dentre eles o deputado federal Nicoletti (PSL-RR).

O nome do deputado Nicoletti consta na lista dos partidários que assinaram pela permanência do Delegado Waldir (PSL-GO) na Câmara dos Deputados e contrários a sua substituição pelo deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

A lista com os nomes dos partidários foi divulgada pelo deputado Filipe Barros (PSL-PR), em suas redes oficiais. A imagem exemplifica aqueles que votaram favoráveis a Eduardo Bolsonaro e, portanto, ao presidente Bolsonaro; e aqueles que votaram favoráveis ao Delegado Waldir (PSL-GO) e Luciano Bivar, presidente da sigla. O nome de Nicoletti figura junto aos apoiadores de Waldir.

Na tarde de quinta-feira, o vice-líder do Governo na Câmara, deputado Vitor Hugo (PSL-GO), anunciou a criação de uma nova lista em apoio a Eduardo Bolsonaro e pediu que os eleitores cobrassem “coerência” de seus parlamentares eleitos pela sigla.

Nas redes sociais de Nicoletti, alguns eleitores questionaram o parlamentar sobre o caso e pediram explicações sobre o apoio a Waldir. “Ninguém sabe o que acontece nos bastidores do partido, mas [Luciano] Bivar (presidente do PSL) e o Delegado Waldir já criticaram o presidente e isso já seria um ponto negativo para apoiá-los. Espero que o senhor não nos decepcione. O presidente precisa de vocês”, disse um comentário.

O líder do PSL na Câmara, deputado Delegado Waldir, trocou o General Girão e Major Vitor Hugo (ligados a Bolsonaro) por ele mesmo e por Antônio Nicoletti na comissão especial que analisa a proposta de reforma da previdência dos militares.

Imagem divulgada nas redes sociais de deputado do PSL mostra Nicoletti na lista de apoio ao Delegado Waldir e Luciano Bivar, presidente da sigla (Fotos: Reprodução )

Entenda a tentativa de mudança de liderança do PSL na Câmara

A tentativa de mudanças surgiu após uma série de desentendimentos entre o presidente da República e o presidente do partido. A informação é que os 53 deputados da bancada haviam rachado, alguns em apoio a Bolsonaro e outros a Bivar.

Segundo informações oficiais da Secretaria Geral da Mesa (SGM) da Câmara dos Deputados, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e outros apoiadores, apresentaram então uma lista para assumir a liderança da sigla na noite de terça-feira, 16.

A lista contava com 27 assinaturas de partidários pedindo pela mudança da liderança. Destas, 26 foram confirmadas como originais. O deputado chegou inclusive a realizar uma coletiva de imprensa, enquanto líder na Câmara, argumentando pela coesão entre o partido e que Waldir haveria agido contrário às orientações da Presidência.

Na mesma noite, o Delegado Waldir apresentou outra lista contendo 31 assinaturas. Do total, 29 foram confirmadas. Segundo as publicações da imprensa nacional e de deputados do partido, na lista de apoio à permanência de Waldir estava o deputado Nicoletti.

Em seguida, a equipe de apoio a Eduardo Bolsonaro apresentou uma segunda lista, novamente com 27 inscritos. Porém, somente 26 assinaturas foram confirmadas. As três listas foram avaliadas pela SGM e, na tarde de quinta-feira, 17, a Secretaria comunicou que o Delegado Waldir continuava como líder do PSL na Câmara.

Informações: Folha de Boa Vista

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here