No áudio, Catarina Guerra e Antônio Denarium concluem que saída de Jalser “destravaria” o Estado (Fotos: Supecom/ALE/ FolhaPress

Um áudio divulgado nesta sexta-feira (18) nas redes sociais traz trechos de uma conversa entre a deputada estadual Catarina Guerra (SD) e o governador do Estado, Antônio Denarium, onde se sugere que ambos discutem sobre um possível afastamento de Jalser Renier da presidência da Assembleia Legislativa de Roraima (ALERR).

Ainda não é possível identificar quando a conversa ocorreu. No áudio, a deputada faz críticas ao Judiciário de Roraima, que estaria “amarrado” ao presidente. Denarium também sugere que Jalser representa um “entrave” às ações do Governo.  Logo, o afastamento do parlamentar por meio de uma articulação na Casa seria o mais recomendável.

“Mas isso só vai ser possível de uma maneira só. Se a gente não sentir segurança eu acho imprudente essa maneira que a gente tá querendo de querer articular, de evoluir o passe nesse sentido. Aí a gente fica naquele ponto, ele cai por si ou a Justiça nunca vai afastar porque está refém dele. Enfim, a gente vai viver nessa insegurança até quando também? Porque a gente não pode ficar refém dessa situação”, diz Catarina na gravação.

Ouça:

 

“Crise deve ser evitada”, diz líder do Governo na ALERR

O líder do Governo deputado Renato Silva (Republicanos) se manifestou sobre o vazamento de um suposto diálogo entre uma deputada e o governador Antonio Denarium (Foto: Divulgação)

O líder do Governo na Assembleia Legislativa de Roraima, deputado Renato Silva (Republicanos) se manifestou sobre o vazamento de um suposto diálogo entre uma deputada estadual e o governador Antonio Denarium (PSL), onde é sugerida uma articulação para afastamento do presidente da ALE deputado Jalser Renier Padilha (Solidariedade).

Por meio de nota, Renato Silva afirmou que se trata de uma situação delicada, mas que espera que os envolvidos encontrem a melhor solução para evitar uma crise partidária e que os projetos em benefício da população não sejam prejudicados.

“Espero que os integrantes do Solidariedade fiquem em harmonia, pois tenho um bom relacionamento com todos os envolvidos. Acredito que isso seja apenas um mal entendido. Espero que esse conflito seja resolvido sem que haja impactos para atrapalhar a construção política de um bom relacionamento entre o legislativo e o executivo”, frisou.

Informações: Folha de Boa Vista

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here