Enquanto o povo amarga com o caos na saúde, greves, falta de segurança, Denarium ostenta nas redes sociais viagens (muitas), passeios, eventos refinados da alta sociedade e sakê (tradicional bebida japonesa).

Quando ousou adentrar na corrida eleitoral de 2018, Antônio Denarium era praticamente um desconhecido perante a população. Seu discurso, à época, era de mudança, de quebra de paradigmas, uma renovação completa na política roraimense.

Denarium foi eleito nas costas de Bolsonaro, com a promessa de que resolveria os problemas do Estado, conquistando o eleitorado com a desculpa de que Roraima seria, para o presidente, a menina dos olhos dele, depois de eleito. Até hoje nada se viu, nada foi feito e negam até ajuda financeira para compensar a imigração.

O que se vê, exageradamente, são participações de Denarium em grandes eventos, festas, inauguração de churrascaria, festivais folclóricos, bem vestido em salas vips, tudo nas contas do povo.

Denarium, quase todos os finais de semana, e às vezes até durante a semana, dá umas escapadas da capital e foge para uma das fazendas para fazer o que realmente gosta, plantar e estar no campo. É só olhar nas redes sociais e conversar com alguém de dentro do Palácio.

Não importa se a violência está fazendo refém os roraimenses ou se o Hospital Geral de Roraima passou a se tornar a antessala do inferno. Para o “amigão” do presidente da República, o bom é curtir a vida, aproveitar as mordomias que o cargo lhe oferece, como se não houvesse amanhã. Pelo menos é a percepção de quem o acompanha nas redes sociais.

Enquanto isso, é bom ressaltar, as cirurgias eletivas no HGR são adiadas e canceladas. Enfermeiros cruzaram os braços – com razão – por não aceitarem mais as péssimas condições de vida tanto para eles quanto para os menos abastados, que são obrigados todos os dias a responder o relatório de triagem do hospital mesmo à beira da morte e para conseguir uma mera consulta com um clínico-geral.

De tanto viajar pra lá e pra cá, sem garantir qualquer benefício ao Estado, o governador está ainda mais parecido com o também “parça” do Bolsonaro, o senador Chico Rodrigues, que antes era seu adversário político e agora é companheiro de churrascadas no Sul do Estado.

A única coisa que Denarium mudou mesmo foi sua vida de ostentação.

Essa sim está cada dia melhor…

Opinião – O colunista