Segundo consta nos boletins emitidos pelo Governo do Estado, do dia 7 até 12 de julho, a Sesau manteve 41 leitos em “manutenção” nem mais nem menos. De 13 a 19 de julho, semana que antecedeu a reabertura do comércio, o Governo aumentou para 46 leitos em manutenção, com exceção do dia 17, quando informou 45.

Foi com esses números de leitos em manutenção que o Governo divulgou a taxa de ocupação de 97% da UTI do HGR, numa manobra para jogar a opinião pública contra Teresa e inviabilizar o retorno às atividades de empresários de Boa Vista.

Coincidentemente, desde o dia 7 de julho, um dia após o anúncio da data para reabertura do comércio de Boa Vista, feito pela prefeita Teresa Surita, a Sesau mantém uma média de mais de 40 leitos em manutenção, retirando-os do uso por pacientes da covid-19.

Essa manipulação de dados tem o objetivo de atrapalhar a implantação do plano de retomada da economia, proposto pelo município. O Governo atua de forma a prejudicar os milhares de empresários de Boa Vista, mesmo o Estado aparecendo, por vários dias seguidos, como um dos estados com maior diminuição no número de mortes.