Os recursos públicos que deveriam ser utilizados pelo Governo do Estado para salvar vidas, estão entrando nos bolsos de poucos, pessoas investidas em cargos públicos que deveriam zelar pelo dinheiro do povo. É o que comprova a operação desta quinta-feira, 13, da Polícia Federal.

A roubalheira e a bandidagem da organização criminosa que comanda a Secretaria Estadual de Saúde, chefiada pelo governador Antônio Denarium, é que faz com que o Estado de Roraima permaneça na última posição do ranking de transparência entre todos os estados brasileiros.

Desde o início da pandemia até esta quinta-feira, 13, o Estado ainda não divulgou corretamente os gastos com a covid-19. Esses R$ 50 milhões que foram desviados e estão sendo investigados poderiam ter salvo a vida de centenas de roraimenses que morreram na porta do HGR ou nos corredores aguardando leitos de UTI, respiradores, medicamentos, equipamentos etc., e tal.

Ou seja, Roraima é o estado MENOS transparente com relação aos gastos com a pandemia. É o que mostra ranking inédito divulgado nesta sexta-feira (31) pela Transparência Internacional, que deu nota 40,51% a Roraima.