Marco Feliciano grava vídeo pedindo voto pra Sheridan e toma investida dos evangélicos

A política tem dessas. Quando a situação fica feita, vale até a recorrer a gente de outro estado, de outra plataforma política e até de uma crença diferente, a fim de angariar votos. Foi o que aconteceu nesta semana, quando apoiadores de Sheridan divulgaram um vídeo do deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP), pedindo que os evangélicos boa-vistenses votem na candidata à prefeita. Mas a coisa não funcionou como esperado.

No vídeo, Feliciano diz que conhece bem Sheridan e que a mesma é uma boa opção para gerir a cidade. Porém, a reação dos evangélicos foi totalmente adversa. Muitos consideram que o deputado por São Paulo ignora completamente a realidade de Boa Vista e também as reais pretensões da candidata, além da mesma estar completamente distante dos princípios defendidos pela comunidade evangélica da capital.

“Me perdoe pastor Marco Feliciano, não é honesto de sua parte defender alguém que jamais comunga de nossos princípios. É uma vergonha para a nossa moral como cristãos ter um pastor tão renomado e de muitos admiradores apoiar alguém que nunca estará preparada para assumir o pleito. Queremos alguém que por mais que não pertença a clero religioso defenda nossa cidade e lute ao lado dos que realmente precisam de voz. É uma vergonha vê este tipo de situação”, disse um internauta.

“Pensei que eram contra a corrupção. Mas me parece que não. Pedir voto para sheridan é um insulto a nossa inteligência”, disse outro.

“Antes de defender essa infeliz ideia, melhor seria ter ficado em silêncio. Ou investigar melhor a vida pregressa da referida candidata”, ressaltou outro.

“Ele gravou esse vídeo pensando que o povo evangélico não conhece a Sheridan. Essa senhora não representa o povo de Deus”, destacou outro internauta.

Vale lembrar que Feliciano é forte apoiador do presidente Jair Bolsonaro, de quem Sheridan já demonstrou ser totalmente contrária. A candidata figura nas pesquisas como a mais rejeitada de todos e parece que não terá muito crédito entre os evangélicos.