As vítimas são indígenas da comunidade San Francisco de Yuruaní entraram em confronto com as tropas maduristas

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde de Roraima (Sesau) cinco pacientes chegaram feridos por armas de fogo. Três deles foram para o centro cirúrgico da unidade e dois recebem atendimento no setor do grande trauma. “Os pacientes chegaram à unidade em duas ambulâncias da Venezuela, acompanhados por uma médica venezuelana”, diz o comunicado da Secretaria de Saúde.

Pela manhã, forças do governo de Nicolás Maduro e indígenas da comunidade San Francisco de Yuruaní entraram em confronto em Kumarakapay, localidade a cerca de 80 km da fronteira com o Brasil. Uma pessoa morreu e várias ficaram feridas, contaram lideranças indígenas à agência de notícias Reuters.

O jornal “EL Nacional” afirma que o confronto deixou dois mortos e 22 feridos. Depois que as ambulâncias passaram, venezuelanos que se acumulavam na BR-174 questionaram os guardas venezuelanos, o que causou tumulto. Em reação, os guardas fizeram um cordão humano para bloquear a rodovia – até então eles não haviam se posicionado dessa forma.

Informações: G1 Roraima

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here