Lá embaixo, luzes de todos os tons dão as boas vindas aos que aterrissam anunciando a madrugada. Sob os calejados dias de um 2018 de surpresas ponta a ponta , chega ao final bastante baralhado, e encontra com a bela Boa Vista.

Cada praça uma inovação natalina. Luzes, substituem luzes, anjos, presépios descortinam o amor salpicado no dobrar das esquinas. A beleza chega na brisa que afaga às arvores, o pedaço de lua num momento crescente exibe vaidosa sua anatomia, deixa o turista, o nativo, os passantes descobrirem um Brasil fascinante dentro do Brasil continente. Difícil dissimular o espanto.

Tudo lembra um sonho quase impossível quando na Praça recém inaugurada o colorido majestoso trançado diante dos olhos dá passagem ao Natal da Paz, para o habitante local e o forasteiro abismado.

Mil e tantos artistas todos saídos de projetos sociais, funcionários da prefeitura, os da idade da sabedoria, assumindo cabelos prateados, tocados pela execução de orquestra, vozes infantis, adolescentes afinados em uníssono abrilhantam a vida dos Macuxis, emudecendo a plateia entre lágrimas que se misturam a ovação de milhares de expectadores ante a singela e doce história de um menino nascido numa manjedoura, coberta de sapé que atravessou séculos, permeou a terra de sábias lições, aplacou dores, nos deu o dom de recriar vidas, estabeleceu o elo mágico de convivência entre os homens, nós, e em todas as cores, gêneros, e escolhas. Nos legou a dádiva de poder amar, de adquirir conhecimento de semear amor. De mudar o rumo de nossas inquietudes, de transformar, de ser.

Momento único de agradecer a vida que nos deu tanto, que nos possibilitou sonhar, realizar sonhos, mudar plenos de amor o caminho escolhido.

Instantes infinitos de reflexão, de consertar o torto, emendar o remendado, de determinar desígnios, de deixar se levar pela chance renovada do perdão, do respeito, de acercar ao próximo por vezes esquecidos na corrida desenfreada de viver para si tudo em um só momento.

O Natal da Paz da Boa Vista – esta paz que tanto ansiamos – nos colocou entre fogos, vários matizes dentro do coração daquele que nos fez possível ver de que forma seja, o brilho das estrelas.

Noite memorável. Afortunada. Inesquecível.

Nada acontece por acaso, o desejo antepõe o tempo, atravessa quilômetros de distancia para compartir emoções.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here