Três assaltantes renderam seis pessoas da mesma família em uma casa localizada na Rua Rodrigo Solon Pessoa, no bairro Pintolândia, zona Oeste de Boa Vista, e roubaram R$ 20 mil.

O assalto ocorreu no início da tarde de sábado (13). Após o crime, os ladrões fugiram em um carro Gran Siena de cor clara, que deu apoio à ação criminosa. A Polícia Militar acredita que no carro estavam mais pessoas.

Câmeras de vigilância de uma casa próxima a das vítimas gravou imagens dos três bandidos andando tranquilamente pela rua, quando estavam a caminho da casa, depois de descerem do carro. O vídeo foi disponibilizado para a polícia, para ajudar na investigação e também compartilhado em rede social e pelo WhatsApp.

Segundo duas das vítimas, um autônomo, 62, e a mulher, 51, contaram aos policiais militares que atenderam a ocorrência que dois dos assaltantes estavam com armas de fogo. “Eles já chegaram com as armas em punho nos ameaçando e perguntando pelo dinheiro do forro”, informaram.

Os assaltantes agiram com violência e durante a ação criminosa, agrediram uma das vítimas com coronhadas, para obrigar a família a ceder e entregar o dinheiro. Sem chances de defesa e com medo que a situação ficasse mais complicada, com alguém baleado ou morto, as vítimas entregaram os R$ 20 mil.

Além do montante, os criminosos também roubaram pelo menos quatro celulares, um J5, J7, um Moto G5 e um Nokia, modelo não informado, além de dois anéis de formatura das vítimas.

Em seguida, os ladrões trancaram todas as vítimas em um quarto da casa, deixaram o local e foram ao encontro do comparsa que ficou aguardando no carro fora da residência. Ao verem o vídeo, as vítimas reconheceram os três indivíduos, como sendo os mesmos que entraram na casa.

Através da placa do carro, os policiais militares identificaram a proprietária do veículo e foram até à casa no bairro Santa Luzia. A mulher, que teve o nome preservado, confirmou ser a dona do carro e informou que o veículo estava com o marido, Erick Rodrigues Alves. Segundo ela, ele saiu pela manhã e não voltou mais.

Ao ser informada que o carro foi usado no assalto e o companheiro era suspeito de estar envolvido no crime, a mulher ligou para o celular dele na frente dos policiais, mas Alves não atendeu a ligação. Até a saída dos policiais da casa, o suspeito não tinha retornado com o carro.

As equipes policiais de plantão no sábado passaram o resto da tarde e noite realizando diligências pela cidade, na tentativa de localizar o Gran Siena e capturar os bandidos, mas até a conclusão da matéria na tarde desse domingo (13), nenhum suspeito foi preso.

O caso segue sob investigação dos agentes do 4º Distrito da Polícia Civil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here