Jean Carlos dos Santos Miranda, de 17 anos, foi convidado pelo Sebrae  Roraima para compartilhar sua história durante as oficinas de Planejamento Plurianual 2020/2023, que estão sendo realizadas a partir das 8h, nos dias 9, 10 e 13 de setembro, no edifício Sebrae Airton Dias (Rua: Aquilino Mota Duarte – 1771, São Francisco). O jovem ficou conhecido em Boa Vista após uma foto sua viralizar nas redes sociais, vendendo ‘paçoquinha’ nos semáforos da cidade com um cartaz escrito: Quero ser empresário, tudo tem um começo!

“No início, queria ser médico, pois minha mãe é agente social e vejo como louvável essa profissão. Só que após assistir vídeos e tutoriais na internet, percebi que o meu futuro é no empreendedorismo”, disse Jean.

O jovem faz o 2º ano de ensino médio, na escola Airton Senna, e segundo a mãe, Geciliene Miranda, ele é um excelente aluno e sempre adianta seus estudos. “Foi uma surpresa para mim quando ele decidiu ser empresário e começar a dar seus primeiros passos. Sempre prezo pela boa educação, cobro muito os estudos, e ele é super dedicado e consegue conciliar muito bem a escola, o projeto dele de empreendedorismo e o lazer, que também é importante”, disse a mãe.

Para a diretora Técnica, Dorete Padilha, o comportamento empreendedor do Jean está servindo de inspiração para os colaboradores do Sebrae Roraima. “Estamos passando por um momento muito importante de nossa instituição, que é justamente o período de planejamento para os próximos anos. Nós do Sebrae precisamos estar preparados para todo os tipos de clientes, como o Jean, que nos inspirou a voltar nossas atenções para uma nova forma de atuação”, disse.

O diretor Administrativo Financeiro do Sebrae, Almir Sá, parabenizou a atitude de Jean e disse que empreendedor é movido por desafios. “O básico do empreendedor é saber como o dinheiro pode gerar mais dinheiro e isso ele já demonstrou conhecer. Ser inovador, ser prático e entender de mercado é o caminho que ele vai começar a percorrer e nós do Sebrae estamos muito felizes em contribuir um pouco com essa jornada”, disse.

Quanto à reação das pessoas e de colegas da escola, Jean diz que sempre recebe apoio e nunca sofreu qualquer abuso ou destrato. “Meus amigos me incentivam muito e minha mãe é confiante em mim. Sabe que não ligaria para qualquer crítica, pois não serei vendedor de paçoquinha para o resto da vida. Esse é só o começo, estou adquirindo experiência para ser um empresário de vendas on-line no futuro”, adiantou Jean.

Voucher – Para alavancar os primeiros passos da carreira empreendedora, o Sebrae Roraima disponibilizou para Jean gratuidade para toda a programação de cursos, oficinas, palestras e Empretec até o final de 2019. Ele terá a oportunidade de conhecer métodos inovadores de venda, como atrair clientes, fluxo de caixa básico, arte de falar em público, organização de eventos, marketing digital e redes sociais, gestão de estoque, e demais assuntos do mundo dos negócios, por meio dos serviços e produtos que serão ofertados.

“Fico muito feliz em por contar com o Sebrae para o início da minha vida profissional. Sei o quanto é importante ter conhecimento e aqui é o lugar certo para aprender. Não importa se eu errar ou ter prejuízo, essa é a vida de quem quer empreender. Tenho certeza que no Sebrae terei uma oportunidade de ouro” disse Jean.

A mãe, Geciliene, frisa que acredita no futuro de seu filho, pois sempre norteia seus passos em três aspectos fundamentais. “Honestidade, dedicação e respeito à diferença entre as pessoas. Digo sempre que, se ele agir assim, tudo que ele sonhar, será concretizado”, disse.

Entenda o Negócio atual de Jean

Nas segundas-feiras, Jean compra dois potes de Paçoquinha com 50 unidades cada, para vender terça e quarta-feira. O investimento é de R$ 11,20 por pote. Cada paçoquinha é vendida por R$ 1,00 e o lucro presumido é de R$ 39,80 em cada pote. Na quinta-feira Jean se dedica aos estudos, adiantando os assuntos da próxima semana de aulas, só que na volta para casa, compra mais dois potes de paçoquinha para vender na sexta e no sábado. A meta de Jean é de vender todas as 50 unidades do pote em um dia, chegando ao total de R$ 636,80 mensais.

A estratégia adotada pelo jovem empreendedor é básica e eficaz. “O produto que ofereço é barato e todo mundo conhece. Fiz um cartaz que sensibiliza o cliente e ajuda nas vendas: Quero ser empresário! Escolhi um ponto comercial onde tem um fluxo grande de cliente [semáforo da avenida Glaycon de Paiva – Bairro Mecejana]. Vendo todo meu produto em mais ou menos 1 hora e meia”, explicou Jean.

Informações – Folha de Boa Vista – Foto: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here