Nove das 10 categorias da Polícia Civil deliberaram por greve geral, caso o governador Antonio Denarium (PSL) sancione a lei que concede aumento de mais de até 47% no salário dos delegados de Roraima. A decisão por unanimidade ocorreu na noite dessa quinta-feira (19), em assembleia geral, na sede do sindicato da categoria, no bairro Jóquei Clube, zona Oeste de Boa Vista.

A reportagem apurou que, com exceção dos delegados, representantes das outras nove categorias estavam presentes e cobraram também um reajuste salarial.

Durante a assembleia, o presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Roraima (Sindpol), Leandro Almeida, questionou as categorias sobre a paralisação. Sobre palavras, decidiram pela greve geral:

Perito Médico-Legista, Perito Odontolegista, Perito Criminal, Perito Papiloscopista, Auxiliar de Perito Criminal, Auxiliar de Necropsia, Escrivão, Agente de Polícia e Agente Carcerário.

A greve só deve acontecer se o governador não vetar o PL 009/2019 que concede aumento salarial apenas para os delegados, como havia sido adiando nesta semana pelo presidente do sindicato, após reunião com o chefe do Executivo.

UNIÃO

Além das nove categorias da Polícia Civil, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Civis Efetivos do Poder Executivo do Estado de Roraima (Sintraima), Francisco Figueira participou da assembleia e afirmou que a entidade deve se juntar à Polícia Civil “caso o movimento dos policiais civis aconteça”.

Informações – Roraima em Tempo – Foto – Reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here