A diversão está garantida para estudantes da capital atendidos pelo projeto social Conviver, da Prefeitura de Boa Vista. Pelo menos 1.200 crianças e adolescentes dos sete Cras (Centro de Referência de Assistência Social) da cidade participam das brincadeiras realizadas durante a programação da Colônia de Férias.

As atividades são realizadas nos próprios centros e em alguns pontos turísticos da capital. As crianças participam de competições esportivas, passeios, gincanas, atividades de lazer e ao ar livre. “As brincadeiras são importantes porque vão despertar o senso crítico, o senso de grupo, eles vão aprender a se comunicar melhor, então é importante não só na questão educacional, mas também na visão social e familiar deles”, destacou o educador social Gilvan Cruz.

Sem a Colônia de Férias do Conviver, as férias dos irmãos Yuri, 12, Ana Paula, 9, João Paulo, 7 e Maria Eduarda, de 6 anos, seriam, a maior parte do tempo, assistindo tv. A mãe, viúva, trabalha como doméstica e deixa os filhos em casa, aos cuidados de uma tia. No projeto, eles brincam com o que gostam e levam lições pra a vida toda. “Eu aprendi a fazer amizade, não bagunçar e a respeitar os outros”, disse Yuri Laurindo de Oliveira.

A turminha da Júlia foi conhecer o Bosque dos Papagaios, que possui várias espécies de aves e árvores nativas. Ela já sabe o que vai dizer aos coleguinhas quando voltar pra escola. “Eu vou contar que a gente viu vários animais, várias árvores com frutas e várias plantas”, disse Júlia Beatriz dos Santos, de 9 anos.

As crianças e adolescentes da Colônia de Férias do Conviver também vão brincar nas praças Ayrton Senna e Mirandinha, onde tem animais da Selvinha Amazônica, e terão direito à sessão de cinema (vide quadro de atividades abaixo). A colônia de férias encerra no fim do mês.

Projeto Conviver – O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo é um programa do governo federal, administrado pela Prefeitura de Boa Vista, onde são realizadas atividades de convivência e socialização, fortalecendo vínculos e prevenindo situações de exclusão e risco social. Desenvolvido pelos Cras, é uma das portas de entrada aos demais projetos.

Em Boa Vista, o Conviver atende pelo menos 1.200 crianças. Os encontros acontecem duas vezes na semana, de janeiro a dezembro. Os beneficiados são crianças e adolescentes de 6 a 17 anos. As atividades do projeto Conviver retornam no dia 3 de fevereiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here