Boa Vista participa de pesquisa inédita no Brasil sobre HPV

Boa Vista está entre as 27 capitais selecionadas para participar do Estudo de Prevalência do Papilomavírus (HPV) no Brasil. O estudo denominado Pop Brasil é realizado pelo Hospital Moinhos de Vento, de Porto Alegre – RS e Ministério da Saúde.

 
Nesta terça-feira (14), as pesquisadoras estiveram em Boa Vista para treinar, entregar material e visitar as unidades básicas de saúde que participarão da pesquisa. De acordo com a enfermeira que compõe a equipe de estudo, Gláucia Hohenberger, o projeto é desenvolvido por meio de um convênio PROADSUS entre Ministério da Saúde e hospitais de excelência.
 
“O estudo tem como finalidade medir a prevalência do HPV no Brasil, comparar esses dados por regiões e certificar a prevalência do vírus em cada uma delas. Os dados serão fornecidos tanto por capitais como por regiões e, a partir deste estudo, os órgãos competentes poderão tomar decisões assertivas para o controle e medidas de prevenção da doença”, explicou.
 
Segundo Gláucia, atualmente existem estudos de prevalência de infecção, mas não abrangem o território nacional e não apresentam metodologia uniforme para avaliar a prevalência e os tipos mais frequentes do vírus. “O levantamento também será importante para acompanhar o percentual de positividade e seu decréscimo após a vacinação contra a doença”, disse.
 
A pesquisa em Boa Vista coletará 227 amostras durante quatro meses, incluindo jovens e adultos de 16 a 25 anos (homens e mulheres), nas unidades básicas de saúde dos bairros Centenárias e Caimbé. A investigação consiste na aplicação de questionários e realização de exames ginecológicos nas mulheres e coleta de material superficial da pele da região genital em homens.
 
O superintendente municipal de Vigilância em Saúde, Emerson Capistrano, solicita a contribuição da população. “É importante que a população contribua com esse estudo, pois vai servir como subsídio para a avaliação e o acompanhamento da vacinação contra o HPV e é uma oportunidade de ampliação do diagnóstico da doença”, afirmou.
 
O HPV é causador do câncer de colo de útero, terceiro tumor que mais mata mulheres no Brasil. A cada ano, 15 mil novos casos são identificados e cinco mil mulheres morrem.
 
Foto: Jackson Souza

Veja também

Top