Família que Acolhe é destaque em revista cientifica no exterior

Família que Acolhe é destaque em revista cientifica no exterior. | Foto: Fernando Teixeira

Este ano, a Academia de Ciências de Nova Iorque comemora 200 anos de existência e para celebrar esse momento a instituição publicou um artigo especial na edição 2017 da Revista Spring. Para ilustrar o relatório do workshop do Pacto Global para o Desenvolvimento da Primeira Infância, que ocorreu no final de 2016, a revista utilizou imagens do Família Que Acolhe (FQA), programa da Prefeitura de Boa Vista, nas páginas 8 e 9 do impresso. O Pacto Global contou com a participação da prefeita Teresa Surita, apresentando as experiências do programa a diversos países.

 
No evento, Boa Vista foi a única representante do Brasil a trocar experiências e resultados com países como Estados Unidos, Inglaterra, Colômbia, Filipinas, Romênia e Alemanha. Para a prefeita Teresa, o Família que Acolhe retratou bem a temática proposta pelo evento voltado para a discussão da primeira infância e por isso teve destaque na edição 2017 da revista.
 
“O encontro do Pacto Global continua tendo desdobramentos na minha gestão. Muitas coisas aprendi lá e estou adotando aqui em Boa Vista. Não só a questão dos abrigos de ônibus, da estruturação dos espaços públicos para o público infantil, como também todo o movimento que estamos promovendo para tornar Boa Vista a capital da primeira infância”, disse a prefeita.
 
FQA e sua repercussão nacional e internacional
Bem antes da atenção nacional se voltar para a primeira infância, Boa Vista já contava com o Programa Família que Acolhe que integrou as redes de Saúde, Gestão Social e Educação em um só propósito. O programa foi criado em setembro de 2013, por meio de lei municipal. Hoje é reconhecido nacional e internacionalmente como uma política pública inovadora de cuidado com a primeira infância.
 

Família que Acolhe é destaque em revista cientifica no exterior. | Foto: Divulgação

Família que Acolhe é destaque em revista cientifica no exterior. | Foto: Divulgação

O programa recebeu o Prêmio Boas Práticas da Fundação Abrinq e foi apontado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) como modelo de política pública integrada voltada ao desenvolvimento infantil. Além disso, Teresa Surita foi reconhecida pela Fundação com o prêmio Prefeito Amigo da Criança.
 
O Família Que Acolhe foi apresentado entre as seis melhores experiências do Brasil durante o IV Seminário Internacional – Marco da Primeira Infância, no Senado Federal, em Brasília. E ainda, foi exemplo para a implantação do Programa Criança Feliz, do Governo Federal. Em julho de 2016, a Universidade de Nova Iorque apresentou, durante o seminário, o resultado das pesquisas realizadas com a implantação do Programa Leitura Desde o Berço (vertente do FQA). O resultado provou a eficiência do projeto adotado em Boa Vista. As crianças que receberam o estímulo dos pais apresentaram um avanço de 14% no vocabulário e 27% na memória.
 
Também foi registrada uma melhora de 50% na interatividade entre pais e filhos durante a leitura. A pesquisa ainda apontou uma redução de 25% no índice de crianças com problemas de comportamento e, por consequência, diminuição das punições físicas.
 
Rede Família que Acolhe
Atualmente o FQA tem cerca de 10 mil beneficiários. Mães e pais participam do FQA e da Universidade do Bebê garantem vaga para seus filhos entre 2 e 4 anos nas Casas Mães e creches de Boa Vista. Além dos cuidados profissionais, orientações e serviços oferecidos, as gestantes também recebem enxoval, e saem de lá com a proposta de um novo conceito sobre o cuidado com o bebê.
 
São prioridades no atendimento, filhos de mães de baixa renda, adolescentes, gestantes participantes do Bolsa Família, reeducandas gestantes do sistema penitenciário, famílias que recebem o Bolsa Família, cadastradas no CadÚnico e em vulnerabilidade social, que sejam identificadas pela Secretaria Municipal de Gestão Social.
 
Foto: Fernando Teixeira

Veja também

Top