Páscoa: Procon Boa Vista recomenda maior atenção dos consumidores

A Páscoa é uma data em que tradicionalmente se compra os tão sonhados ovos de chocolate. Entretanto, o consumidor deve ter sempre cuidado com o que encontra nas prateleiras e assim evitar passar por futuras frustrações. Para isso, o Procon Boa Vista traz dicas importantes para que não se caia em nenhuma das “armadilhas” do comércio.

 
Uma das principais recomendações é sobre a importância de pesquisar os preços dos produtos de páscoa, além de observar bem a qualidade do produto a ser comprado, verificar se há opções e ainda avaliar o que cabe ou não no bolso.
 
“O consumidor deve ter em mente que existem opções mais em conta no mercado nesta época de páscoa, como as barras de chocolate, bombons, produtos que utilizam o chocolate como base para as receitas. Enfim, esses produtos custam menos e são uma ótima opção para quem quer presentear sem gastar muito ou além de suas possibilidades”, afirma Sabrina Tricot, secretária executiva de Defesa do Consumidor do Procon Boa Vista.
 
Outra dica é evitar fazer as compras com crianças. “As crianças são facilmente impactadas pela influência do marketing e acabam querendo produtos personalizados que, nem sempre, caracterizariam um bom custo x benefício para os pais”, avalia a secretária.
 
Nos ovos de chocolate os consumidores devem observar se o rótulo contém informações como data de validade, peso líquido e a lista de ingredientes que compõe o produto, pois eles podem conter açúcar, glúten e lactose, não indicados para quem tem diabetes e para quem possui intolerância a estes ingredientes.
 
Quando houver inclusão de brinquedos no interior do produto, o consumidor deve observar se a embalagem traz o selo do INMETRO e a idade recomendável para o brinquedo. A embalagem deve estar em boas condições de armazenamento, longe de produtos de limpeza ou de odor forte e de qualquer fonte de calor.
 
“Verifique se há sinais de violação do conteúdo, furos ou amassados, pois é ela quem protege o produto de insetos e de contaminação. Se o chocolate amolece, ocorre a separação da gordura e ele acaba adquirindo coloração esbranquiçada e odor desagradável”, ressalta Sabrina.
 
A secretária executiva do Procon Boa Vista também lembra que é importante que o consumidor tenha consciência de que se optar por ovos dispostos em bancas de promoção, com a informação de que estão “quebrados”, normalmente mais baratos que outros em perfeitas condições, o fornecedor não será obrigado a trocar o produto.
 
“Ao optar por ovos ou bombons de fabricação caseira solicite uma visita à cozinha e a degustação do produto antes da compra. Os fornecedores de produtos fabricados artesanalmente, além de terem de seguir as mesmas regras de comercialização dos industrializados, também estão obrigados a fornecer nota fiscal. Ela é a principal garantia do consumidor em caso de troca ou reclamação”.
 
Peixes
Os peixes frescos têm que estar conservados em gelo e o consumidor devem verificar a aparência observando se os olhos estão brilhantes e as escamas bem presas ao corpo. A higiene e o armazenamento também são itens importantes a serem verificados: no supermercado tem que estar em balcão frigorífico e na feira é necessário ter gelo picado por cima, estar exposto em balcão de aço inox inclinado e protegido do sol e insetos, além de ser obrigatório que o feirante use luvas descartáveis.
 
No caso do peixe congelado e aqueles que são vendidos em embalagens, o balcão onde ele estiver armazenado não pode estar superlotado. Isso impede a circulação do ar frio e compromete sua qualidade. O produto congelado deve estar conservado sempre a temperaturas inferiores a -18 graus e o resfriado, abaixo de zero grau.
 
Verifique no rótulo o registro no órgão de fiscalização competente, indicação de temperatura para conservação, data de acondicionamento e prazo de validade. Depois de descongelado é recomendável que seu preparo e consumo sejam feitos rapidamente.
 
Quanto ao bacalhau, procure conhecer sua procedência. Uma boa pesquisa de preços e tipos de qualidades pode levar a uma compra mais acertada. Não adquira se o peixe estiver com manchas avermelhadas ou pintas pretas no dorso, sinal que indicam a presença de bolor ou deterioração. Por ter um preço de venda relativamente alto, uma sugestão seria substituir o bacalhau por peixes frescos da temporada.
 
A forma de pagamento deve ser apresentada ao consumidor de forma clara, precisa e ostensiva. Quando em parcelas, deve ser informado o preço à vista, número e valor de cada parcela, identificação dos juros cobrados e valor total financiado.
 
Contato
Dúvidas ou reclamações podem ser sanadas na sede do Procon Municipal de Boa Vista, localizado no Centro de Atendimento ao Cidadão João Firmino Neto, na Avenida dos Imigrantes, n.º 1612, 1º andar, sala 02, ou pelos telefones 3625-2219 / 3625-6201 / 36253477 e pelo e-mail procon@boavista.rr.gov.br.
 
Foto: Reprodução/Internet

Veja também

Top