Fim de semana: Smtran dá dicas de segurança aos condutores de veículos

Para que o boavistense tenha um fim de semana seguro nas ruas, avenidas e estradas, a Superintendência Municipal de Trânsito (Smtran), alerta aos condutores quanto aos cuidados básicos a serem tomados para que sejam evitados transtornos ou qualquer risco à vida. Alguns desses cuidados, inclusive previstos pela legislação, costumam ser ignorados por grande parte das pessoas.

 
Um dos principais cuidados, diz respeito aos itens obrigatórios pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB) em veículos de quatro rodas, como triângulo sinalizador, extintor de incêndio, chaves de roda, macaco e o estepe, que deve estar devidamente calibrado assim como as demais rodas do veículo.
 
“Se o condutor for abordado por um agente de trânsito e no seu veículo não forem encontrados esses itens, ele pode ter o veículo retido até que os equipamentos sejam incluídos e receber uma multa de R$ 195,23 mais cinco pontos na carteira, por se configurar como infração grave”, afirma Ney Brito, diretor do Departamento de Prevenção e Educação para o Trânsito (Depet).
 
Além disso, o condutor deve evitar deixar objetos no painel do veículo e na parte atrás do banco dos passageiros. Ney Brito afirma que isso pode até parecer algo irrelevante, porém há um grande risco à vida em torno dessa prática que deve ser evitada e também se configura uma infração grave.
 
“Transportar objetos nesses lugares se trata de algo muito perigoso. Além de ser uma infração, a prática oferece riscos aos ocupantes dos veículos. Numa freada brusca, esses objetos soltos podem ser projetados a frente até 50 vezes a mais o peso deles, o que pode ser fatal se atingir a cabeça de alguém. É imprescindível que qualquer objeto seja colocado no porta-malas dos veículos”.
 
A Smtran também reforça que os condutores evitem dirigir após ingerirem bebidas alcoólicas, dirigir acima do limite de velocidade permitido ou não utilizar o cinto de segurança. Todos esses cuidados também devem ser praticados no dia a dia e não apenas na capital. “Ser prudente e buscar cumprir o que diz a legislação é a atitude principal para preservar a vida no trânsito”, ressalta Brito.
 
Foto: Jackson Souza

Veja também

Top