Blitz com radar móvel flagra motoristas acima da velocidade na avenida Brigadeiro Eduardo Gomes

Os motoristas apressadinhos que transitam por ruas e avenidas da cidade vão ter que ficar atentos ao limite de velocidade das vias. É que eles estão na mira dos radares móveis utilizados pelas equipes da Superintendência Municipal de Trânsito (Smtran). O equipamento portátil captura imagens dos condutores que ultrapassam a velocidade permitida, registrando o flagrante da infração. Durante uma blitz na manhã desta quarta-feira (18), na avenida Brigadeiro Eduardo Gomes, motoristas foram flagrados dirigindo a mais de 100 km por hora, sendo que a velocidade máxima da pista é 60km/h.

 
Conforme a velocidade ultrapassada, os condutores podem até ter o direito de dirigir suspenso, como prever o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). “Essas infrações serão enviadas para um banco de dados para serem processadas e o condutor devidamente notificado dentro do prazo hábil”, informou o chefe da Divisão de Prevenção e Educação da Smtran, Ney Brito. De acordo com Brito, cerca de 80% dos veículos que passaram pela a avenida durante a blitz estavam acima da velocidade.
 
O objetivo do monitoramento é fazer os motoristas respeitarem os limites de cada via e assim reduzir os acidentes e mortes causados por excesso de velocidade. Outras infrações também podem ser flagradas pelo radar móvel, como condutores sem cinto de segurança e ao celular.
 
“Nós já flagramos veículos a 110 km/h, isso é um risco iminente de acidente, além de ser crime de trânsito. A Smtran vai continuar com as blitz educativas com o radar, orientando os condutores, porém vai intensificar as repressivas. Desta forma, nós vamos tentar coibir esse abuso de velocidade, dando mais segurança aos condutores, passageiros e pedestres”, concluiu.
 
Multas
O excesso de velocidade pode causar prejuízos aos condutores apressados. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, o motorista que for flagrado dirigindo até 20% acima da velocidade permitida na via comete infração média e pode ser multado em R$ 130,16, além de perder quatro pontos na Carteira nacional de Habilitação.
 
Se o condutor ultrapassar o limite de velocidade de 20% a 50%, a infração será considerada grave, a multa é de R$ 195,23 e perda de cinco pontos na CNH. O prejuízo é ainda maior para quem desrespeitar a velocidade máxima em mais de 50%, considerada infração gravíssima, com multa de R$ 880,41 e perda de sete pontos na CNH. O condutor ainda pode ter o direito de dirigir suspenso.
 
Foto: Igorh Martins

Veja também

Top