Governo libera PIS/Pasep para idosos e nova linha do BNDES para MPME

O governo do presidente Michel Temer anunciou nesta quarta-feira (23) que vai liberar o saque de PIS/Pasep para idosos acima de 65 anos, no caso dos homens, e acima de 62 anos, no caso das mulheres.

 
A ideia é que essa medida injete R$ 16 bilhões na economia para 7,8 milhões de idosos, ajude famílias no pagamento de dívidas e estimule o consumo. “Essa é uma notícia muito importante feita pelo Ministério do Planejamento que vai beneficiar oito milhões de idosos no Brasil. A ideia antecipa a data de idade para fazer esta transferência direta. Portanto, é uma injeção direta na economia. Assim como foi feito no FGTS das contas inativas, a medida de hoje terá um impacto importante no consumo”, afirmou o líder do governo no Senado, Romero Jucá.
 
De acordo com o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, o calendário de saques começa em outubro próximo. Atualmente, os saques só podem ser feitos por quem possui mais de 70 anos ou em casos de aposentadoria, invalidez, deficiência física e morte. Informações do Ministério do Planejamento apontam que o saldo médio por cotista era de R$ 1.187 – a maior parte dos cotistas tem pelo menos R$ 750 para resgate.
 
Durante seu rápido discurso no Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer afirmou que a idade para o saque de homens e mulheres – 65 e 62 anos, respectivamente – seguiu “o padrão” proposto pelo governo na reforma da Previdência.
 
“Tomamos como padrão aquilo que já está em discussão na Câmara, referente à reforma da Previdência, que se dará ao longo de 20 anos. Muitas vezes se divulga de forma equivocada, para usar um termo leve, que vai ser desde já [a idade mínima para a aposentadoria], mas o projeto prevê um prazo de 20 anos para isso ocorrer”, disse Temer.
 
Foto: Tiago Orihuela

Veja também

Top