Julgamento de deputado acusado de compra de votos é suspenso pelo TRE-RR

327

O julgamento do deputado estadual Odilon Filho (Patri), acusado de compra de votos e abuso de poder econômico nas eleições de 2018, foi suspenso pelo Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TRE-RR). O juiz Jésus Nascimento pediu vista do caso em sessão realizada nesta segunda-feira (13).

O relator do caso, juiz Francisco Guimarães, votou contra o andamento da Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (AIME), afirmando que não viu comprovações de ilicitude na análise do processo.

Odilon Filho foi prefeito de Caracaraí e teve prestação de contas reprovada pelo Tribunal de Contas de Estado (TCE). A Câmara de Vereadores seguiu entendimento da Corte e o tornou inelegível em 2018.

De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), Odilon só pôde concorrer na eleição, porque o presidente da Câmara de Caracaraí usou de manobra fraudulenta e derrubou o decreto legislativo que o tornava ficha suja.

Posteriormente, a Justiça de Roraima derrubou a decisão de suspender o decreto e julgou válida a votação de inelegibilidade. Com isso, o MPF sustenta que ele deve ter o diploma cassado.

O órgão também alega que Odilon abusou de poder econômico para garantir votos em Caracaraí que garantiram a eleição para deputado estadual. Cada voto teria custado R$ 100.

Informações: Roraima em TempoFoto: Supecom/ALERR