Arthur Henrique sansiona Lei que declara a Maior Paçoca do Mundo e a Damurida como patrimônios culturais e imateriais de Boa Vista

PL é de autoria do vereador Bruno Perez (MDB) e foca em valorizar e destacar a culinária local ,assim como empreendedores da área

O prefeito Arthur Henrique (MDB) sancionou, na última segunda-feira (21) o Projeto de Lei (PL) n°2.349 que declara a Maior Paçoca do Mundo e a Damurida como patrimônios culturais e imateriais de Boa Vista. O ato está publicado no Diário Oficial do Município (DOM), na edição desta quarta-feira, 23.

A Câmara Municipal aprovou o PL, de autoria do vereador Bruno Perez (MDB), por unanimidade no último dia 9 de novembro.

“Para nós é uma verdadeira honra ter a ‘A Maior Paçoca do Mundo’ reconhecida, já que essa iguaria, assim como a Damurida, é a cara da nossa terra e se tornou a grande estrela do Boa Vista Junina, batendo recordes todos os anos. Essa lei vem para fortalecer ainda mais nossa identidade”, disse o prefeito Arthur Henrique.

Da mesma Forma, o vereador Bruno Perez ressaltou a importância do reconhecimento dos pratos para a cultura.

“Fiquei feliz, isso mostra que temos pratos que são o orgulho do povo e que podem ser mais valorizados pelos cozinheiros, chefs, merendeiras, garçons. Além da história e cultura, nós temos orgulho do que é nosso. Eu como ‘roraimado’, é uma pequena contribuição para a valorização do nosso povo. […]” disse.

A tradicional paçoca, iguaria símbolo da cultura roraimense, entrou para a história no Boa Vista Junina 2015. A Prefeitura preparou cerca de meia tonelada. No entanto, em 2022 atingiu sua maior marca com uma tonelada e 131 quilos.

A ‘Maior Paçoca do Mundo’ também tem grande representatividade econômica. O município aplica todo o recurso para a produção em ingredientes provenientes da terra, como a farinha d’água, do PA Nova Amazônia, bem como as bananas, da região do Passarão.

Ranking da Maior Paçoca do mundo:

  • 2015 – 500 Kg
  • 2016 – 775 kg
  • 2017 – 856 Kg
  • 2018 – 1.023 Kg
  • 2019 – 1.050 Kg
  • 2022 – 1.131 Kg

DAMURIDA

Trata-se de um caldo de peixe tradicional indígena. Em seu preparo leva o tucupi (caldo da mandioca), diversos tipos de pimenta, verduras, bem como tempero simples, como o sal. Geralmente servida em panela de barro, a Damurida é considerada sagrada pelos povos indígenas.