Início Site Página 488

Academia Aberta Penúltimo aulão de 2018 reúne mais de 200 pessoas na Praça Velia Coutinho

A noite dessa segunda-feira, 3, foi bastante agitada na praça Velia Coutinho. Isso porque o Programa Academia Aberta fez o penúltimo “aulão” do ano, o qual reuniu alunos de vários polos da cidade. A iniciativa da Prefeitura de Boa Vista, por meio da Fundação de Educação, Turismo, Esporte e Cultura de Boa Vista (Fetec), tem sido um incentivo à prática de esportes e hábitos saudáveis nas praças da cidade.

Os alunos não perderam tempo e foram praticar aeróbica, ginástica localizada, dança, entre outras atividades que marcam o encerramento do programa na praça este ano. A dona de casa Ana Stefany frequenta o polo do Satélite. Segundo ela, participar do aulão foi divertido e dá a oportunidade de interagir com os colegas dos outros polos.

“Há três meses que eu participo das aulas. E está sendo muito bom, pois saio da rotina diária de casa. Estava há muito tempo sem praticar atividade física e voltei com a dança. Participo de todos os aulões. Junta todos os polos e me divirto mais”, frisou.

De acordo com a instrutora da Academia Aberta, Hérika Santos, os resultados do programa em 2018 foram positivos, principalmente nos investimentos e a atenção dada pela prefeitura, pensando sempre em atender os alunos de todos os bairros de Boa Vista.

“Foi mais um ano de sucesso, graças à implantação de novos polos e também novos materiais adquiridos. E tem sido muito recompensador ver os resultados dos alunos e a fidelidade deles, tendo em vista que desde início da gestão da prefeita Teresa Surita estamos com o programa e as pessoas nos acompanham. E foram criados novos polos justamente para atender o pedido da população de cada canto da cidade”, disse.

O pedagogo Demuniz Neto, é aluno do polo Orla Taumanan, mas não perdeu o aulão especial de fim de ano. “Sempre participo do aulões e me divirto muito e coloco a saúde em dias, pois isso tem contribuído muito. Deixei o sedentarismo de lado!”, comentou.

O programa – As aulas da Academia Aberta são feitas ao ar livre, de forma gratuita, com atividades diversificadas como: ginástica aeróbica, localizada, step, dança e alongamento. Todas as atividades são realizadas por profissionais capacitados. As aulas têm uma hora de duração. Em 2018 a população contou com 11 polos espalhados na cidade. E nesta quarta-feira, 05, o aulão será na Vila Olímpica Roberto Marinho, a partir das 19h30.

Fonte:Secretaria Municipal de Comunicação – SEMUC 

Gasolina fecha novembro R$ 0,27 mais barata em Roraima, aponta ANP

Redução foi de 5,9%, mas nem se aproxima dos 20% reduzidos nas refinarias em novembro.

O preço médio da gasolina em Roraima fechou novembro a R$ 4,29, se comparado a primeira semana do mês, quando o combustível estava a R$ 4,56, a redução foi de R$ 0,27, ou 5,92%.

O levantamento é da Agência Nacional de Petróleo (ANP), que monitora os preços em todo o país semanalmente. Todas as pesquisas em Roraima foram feitas em Boa Vista em 13 postos espalhados pela capital entre os dias 25/11 a 01/12 e divulgadas neste domingo (2).

Na semana retrasada, o valor médio em Roraima era R$ 4,33. Embora a ANP aponte a média de R$ 4,29 nessa semana, em Boa Vista donos de postos chegam a vender a gasolina por até R$ 4,20 nesta segunda-feira (3).

A redução no estado ocorre pela quarta semana consecutiva em novembro e acumulou queda de quase 6%. Apesar disso, nem chega perto das sucessivas diminuições nas refinarias que no mesmo período recuou cerca de 20%. Isso mostra que o preço da gasolina para o consumidor final tem caído menos que nas refinarias.

Segundo a Petrobras, o repasse dos reajustes nas refinarias aos consumidores depende dos distribuidores, ou seja, fica a cargo dos postos repassar ou não a baixa do preço da gasolina.

Donos de postos  contam que a diminuição do preço para o consumidor final, no entanto, depende de uma série de fatores, como os impostos, revendedores, e custos com frete. A gasolina vendida em Roraima vem do Amazonas.

Em todo o país o valor médio do combustível foi calculado em R$ 4,50, alguns centavos mais cara que em Roraima.

Conforme a ANP, o valor médio praticado no estado é o menor desde meados de setembro, quando o preço estava em R$ 4,37. A agência levantou ainda que o maior preço registrado no estado foi R$ 4,35 e o menor foi R$ 4,25.

O mesmo combustível é encontrado a R$ 5,03 no Acre – o mais caro do país – e R$ 3,92 no Amapá, onde o preço médio é considerado o mais baixo do Brasil e o único que fechou o mês abaixo dos R$ 4.

Placa do Mercosul entrará em vigor em dezembro, mas Contran dá prazos diferentes para cada estado

Veja como fica a situação para cada Detran. Até o último dia do ano, todos deverão ter adotado o novo padrão,que vale para primeiro emplacamento ou troca de município.

Conselho Nacional de Trânsito (Contran) anunciou na  sexta-feira passada (30) que as placas padrão Mercosulpara veículos começarão a valer agora em dezembro, mas não a partir do dia 1º, como dizia o prazo anterior. Agora, cada estado terá um prazo especifico.

O Rio de Janeiro é o único estado que já estava emplacando, por isso passa a ter a obrigatoriedade de usar o novo padrão a partir de segunda-feira passada (3). São Paulo, dono da maior frota do Brasil, deverá começar com as placas do Mercosul somente no último dia do ano.

Veja os prazos para cada estado e o DF:

  • Rio de Janeiro – até 3 dezembro
  • Amazonas, Espírito Santo, Goiás, Pernambuco e Rondônia – até 10 de dezembro
  • Bahia, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul – até 17 de dezembro
  • Acre, Alagoas, Maranhão, Paraná e Piauí – até 24 de dezembro
  • Amapá, Ceará, Distrito Federal, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Geras, Pará, Paraíba, Roraima, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins – 31 de dezembro

Quem precisa trocar

O novo padrão só precisa ser adotado para o primeiro emplacamento e, para quem tiver a placa antiga, no caso da troca de município ou propriedade.

Novo padrão de placas, já adotado no Rio de Janeiro, prevê combinação de 4 letras e 3 números —

‘Novela’

Este é a quarta mudança no cronograma de adoção da placa do Mercosul no Brasil. O padrão já é usado na Argentina e no Uruguai.

Ela foi anunciada em 2014, deveria ter entrado em vigor por aqui em janeiro de 2016, foi adiada para 2017 e depois por tempo indeterminado.

Os últimos capítulos envolveram umaautorização para a redução do tamanho caso as placas não se encaixem nos locais determinados nos veículos e a retirada dos símbolos de identificação de estado e município.

Escola de dança apresenta espetáculo ‘Ser dança em todo o meu ser’ no teatro Municipal de Boa Vista

Apresentação comemora os 25 anos do Ballet Cristina Rocha nesta sexta-feira (7).

O espetáculo “Ser dança em todo o meu ser” chega ao Teatro Municipal de Boa Vista, no bairro São Vicente, zona Sul da capital, nesta sexta-feira (7) a partir das 19h. A apresentação comemora os 25 anos do Ballet Cristina Rocha no estado.

No elenco, mais de 300 bailarinos fazem uma homenagem às bodas de prata da escola de dança, que contará ainda com convidados locais e nacionais de referência na arte. Interessados em conferir o espetáculo podem adquirir os ingressos pela internet a partir de R$ 30.

De acordo com a organização, a montagem representa a disseminação da arte da dança, da leveza e fluidez de quem se entrega, de corpo e alma, à manifestação da complexidade do espírito humano.

“São expectativas e propósitos que nos animam nessa jornada, nessa instigante empreitada: compartilhar a arte, repartir o pão da criatividade e do esmero, sensibilizar para a beleza e a profundidade da poesia e da dança”, informou.

Do total de bailarinos, 250 deles são alunos da própria escola de balé, 28 do corpo de baile e 30 são integrantes dos projetos sociais mantidos pelo grupo de dança.

Ballet Cristina Rocha

O escola de dança foi implantada em Boa Vista em 1993, sob a coordenação da bailarina Cristina Rocha, com o objetivo de educar por meio da arte, em particular a dança.

O ballet se tornou referência artística em Roraima e hoje é uma das mais tradicionais companhias da região norte na dança clássica. Reconhecida e premiada nacional e internacionalmente, ela desenvolve a linguagem da dança nas modalidades clássico, neoclássico e baby class.

Serviço

‘Ser dança em todo o meu ser’

  • ONDE: Teatro Municipal de Boa Vista, São Vicente
  • QUANDO: sexta (7), às 19h
  • QUANTO: a partir de R$ 30

Juiz intima com urgência governo e Assembleia de RR em ação sobre uso de recursos do Iper para quitar salários

Despacho foi feito na mesma ação que proibiu o governo de usar recursos previdenciários para pagar os servidores.

 

O juiz Luiz Alberto de Morais Júnior, da 2ª Vara da Fazenda Pública, intimou nesta terça-feira (4) com urgência a governadora Suely Campos (PP) e o presidente da Assembleia Legislativa Jalser Renier (SD) para que deem explicações sobre ações e movimentações dos recursos do Instituto de Previdência de Roraima (Iper).

O despacho do juiz foi dado por volta das 12h no processo em que já há uma decisão liminar proibindo o estado de usar os fundos Instituto para fazer o pagamento de salários atrasados de servidores.

No entanto, o Executivo enviou um novo projeto e o tema voltou a ser discutido nesta manhã na Assembleia. O pedido do governo é para que a Casa aprove um projeto de lei complementar que autoriza o uso de R$ 150 milhões em recursos previdenciários para quitar as dívidas com os servidores.

O montante seria para o pagamento dos salários de outubro, que está atrasado, além de novembro, dezembro e da segunda parcela do 13º, sem data para serem pagos.

O diretor-presidente do Iper também foi intimado a apresentar o extrato de movimentação financeira dos últimos três meses. O presidente da Assembleia terá de mostrar à Justiça cópia integral referente ao projeto de lei em discussão.

Desde setembro o governo alega crise financeira e não paga em dia os salários dos servidores públicos. A falta de dinheiro impacta ainda em despesas com fornecedores, firmas terceirizadas, transporte escolar e no duodécimo com os poderes Legislativo e Judiciário.

 

SEFAZ/RR Fecha as portas por falta de salários

Com salários atrasados os funcionários da SEFAZ/RR decidem parar as atividades este ano.

“Agora são 4h50da manhã, estamos indo trancar a Sefaz. Vamos trancar todas as secretarias, porque não existe a mínima condição dos servidores estarem exercendo as suas atividades. [O Governo] não paga ninguém, e não acontece nada, então nós vamos trancar a Sefaz”, disse o presidente do Sintraima, Francisco Filgueira.

Não existe recurso para pagar e o cofre (SEFAZ) se fecha. Vamos aguardar pra ver o que mais pode acontecer.

Vem ai o Miss & Mister Roraima Estudantil

Será realizado no próximo dia 09 de Dezembro(Domingo) as 19hs o concurso Miss & Mister Roraima Estudantil. O evento que reune as mais jovens beldades das escolas do estado acontecerá no “Espaço Nobre” na Rua Major Manoel Correa 1221, São Francisco  perto do Parque Anauá.

Venha torcer pelas mais lindas e lindos estudantes de Roraima.

Conseguimos em primeira mão o ensaio fotográfico de uma das candidatas. Wanessa Silva, Miss Tancredo Neves e outras beldades estarão por lá. Vale conferir!

 

PCC cresce de 50 para 1.500 membros em Roraima em apenas quatro anos

Os números são da Polícia Federal que monitora a situação no estado desde 2014

A organização criminosa PCC cresceu vertiginosamente sua presença em Roraima nos últimos quatro anos, de 50 membros em 2014 para 1.500 pessoas nos meses recentes.

Os números foram apurados pela Polícia Federal durante as investigações que resultaram na Operação Érebo, iniciada na última terça-feira (27), com 45 mandados de prisão cumpridos na capital, Boa Vista, e em Mossoró, no Rio Grande do Norte.

Temendo reação contra ação repressiva, as polícias Federal e estaduais mantêm estado de alerta em Roraima, com aumento de efetivo em prontidão, inclusive no último fim de semana. Há uma semana, Roraima é palco de uma série de ações voltadas para recuperar o controle público sobre o sistema prisional.

Reportagem da Folha já havia revelado o crescimento da atuação do PCC em Roraima. Segundo um relatório da Secretaria de Justiça e Cidadania, elaborado em 4 de janeiro de 2017, a facção criminosa começou a agir no estado com 50 homens. O número saltou para 1.000 em 2016, “trazendo à tona novas lideranças e uma nova reorganização da cadeia hierárquica do grupo”, segundo o documento, restrito a autoridades do sistema de segurança pública do estado.

Na última segunda (26) teve início uma intervenção de fato do governo federal (eufemisticamente denominada “Força Tarefa”); na terça, teve início a Érebo; e na quinta outra operação da PF, denominada Escuridão, prendeu o filho da governadora, dois ex-secretários de Justiça do estado e outros acusados de um esquema de corrupção com verbas destinadas a alimentação nas cadeias.

As duas operações da PF são tratadas como complementares, uma atacando o controle criminoso dos presídios e, a outra, a corrupção na cúpula do sistema prisional. A relação é sugerida pelos nomes semelhantes escolhidos para batizar as duas operações: Érebo, na mitologia grega, é a entidade que encarna a escuridão; já a operação, que prendeu o filho da governadora e outros membros da elite local, é denominada Escuridão.

O sistema de prisões de Roraima é considerado falido até por autoridades locais. Em julho e agosto passados, a juíza Joana Sarmento de Matos, da Vara de Execução Penal da Justiça de Roraima, declarou à Folha que sua missão é “administrar o ‘caos’ dia sim, dia também” e que “em Roraima, a Justiça finge que manda prender e os presidiários fingem que ficam presos. Nada funciona e quem quiser entra e sai das cadeias”.

O depoimento da juíza foi comprovado durante recentes gravações de conversas de presos do PCC, quando um presidiário, ao ser comunicado de que poderia sair da cadeia, disse que preferia ficar na cela, na maior prisão estadual, a Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, na periferia da capital.

As investigações da Polícia Federal sobre o PCC em Roraima tiveram início em 2017. Desde então, foi possível, por exemplo, identificar a cadeia de comando da organização, quando a PF concluiu que ordens para atentados criminosos ocorridos na capital, Boa Vista, em julho, foram submetidos e autorizados pelo líder da organização no estado, que cumpria prisão em Piraquara, no Paraná.

Depois que já tinha sido documentada a sua participação no comando do PCC de Roraima, os criminosos tentaram soltá-lo da cadeia no Paraná, em setembro passado, em ataque que incluiu a explosão de um muro da cadeia e fuga de outros presos. Eles, no entanto, fracassaram ao estourar o lugar errado da muralha.

O líder e outros membros do PCC de Roraima foram transferidos para Mossoró (RN), onde receberam novo mandado de prisão na semana passada. A investigação constatou o modus operandi da organização criminosa, inclusive o rígido esquema hierárquico: os subordinados prestam contas em relatórios minuciosos sobre suas ações e demandam autorização para todos os atos.

“O principal mérito das investigações foi conseguir imputar fatos criminosos graves às lideranças criminosas que estavam, de certa forma, ‘protegidas’ do alcance da lei dentro do presídio. A identificação das lideranças da facção é, também, mais um passo para que o estado consiga impor ordem dentro do sistema prisional em Roraima”, diz Pedro Magalhães Roncisvalle, delegado da PF em Roraima responsável pela operação.

Além da PF, participam da Operação Érebo o Ministério Público de Roraima, o Departamento Penitenciário Nacional, as polícias e diversos órgãos de segurança pública de Roraima.

Prefeitura alerta população para prevenção da tuberculose

A tuberculose ainda figura como um grave problema de saúde pública em todo o mundo, pois segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), trata-se da doença infecciosa de agente único que mais mata, superando até mesmo o HIV. Para que em Boa Vista a situação seja mais favorável possível, a prefeitura recomenda que a população adote os devidos cuidados de prevenção.  

Para garantir o bem-estar da população, a prefeitura investe bastante nas unidades de saúde para garantir o acesso a exames importantes, como no caso da tuberculose. A principal forma de prevenir a doença é através da vacina BCG (Bacillus Calmette-Guérin), disponível gratuitamente nas unidades de saúde do município por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), sendo administrada nos primeiros anos de vida de uma pessoa.

O tratamento da doença está disponível na rede municipal de saúde e deve ser feito sem interrupção. Com isso, a chance de cura é garantida. A doença pode ser diagnosticada através dos exames de baciloscopia, teste rápido molecular para tuberculose e cultura para micobactéria, que dependem da quantidade e da qualidade da amostra de escarro para que os resultados sejam confiáveis. Essa coleta é fundamental no acompanhamento do tratamento dos casos de Tuberculose bacilífera mensalmente.

Além disso, neste mês de dezembro, a prefeitura vai reforçar as ações com foco na mobilização nacional de prevenção do HIV/AIDS e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), além do diagnóstico precoce de doenças como a tuberculose. Desde a semana passada, os profissionais de saúde do município são capacitados em suspeição diagnostica da tuberculose, para reforçar o diagnóstico e análise dos sintomas respiratórios e intensificar as ações contra a doença.

“Estamos fazendo a capacitação dos agentes comunitários de saúde que são fundamentais na busca dos casos detuberculose. Eles estão inseridos na comunidade, vão in loco verificar a situação da saúde do cidadão, identificar os sinais e sintomas e encaminhar aos serviços de saúde”, destaca Luiz Henrique, coordenador do programa municipal de tuberculose.

– Luiz Henrique – coordenador do programa municipal de tuberculose

Dados em Boa Vista – O Boletim Epidemiológico da tuberculose em Boa Vista, mostra que a incidência da doença cresceu na capital nos últimos cinco anos, com um salto considerável em 2017 e 2018. Neste ano, de janeiro a outubro, já foram notificados 129 casos de tuberculose em Boa Vista, dos quais 32 são estrangeiros. Dos casos confirmados, 70% são do sexo masculino e 33% estão na faixa etária de 20 a 29 anos.

“O boletim tem o objetivo de demonstrar para os profissionais da saúde qual é a situação dos casos de tuberculose no município de Boa Vista e dessa foram eles poderem planejar ações de intervenção, de busca de novos casos e diagnóstico precoce”, destaca a diretora de Vigilância Epidemiológica, Roberta Calandrini.

– Roberta Calandrini – diretora de Vigilância Epidemiológica

As unidades básicas de saúde foram responsáveis por 43% dos diagnósticos dos casos novos de tuberculose em estrangeiros em Boa Vista. De acordo com a diretora, o controle da doença com foco na população imigrante é um desafio, por conta das condições de vulnerabilidade a que estão expostos.

“Essa é considerada uma população especial, submetida a fatores externos como a desnutrição, aglomeração, o uso de álcool e drogas, pobreza extrema e estresse. Todos esses fatores contribuem diretamente para o desenvolvimento da doença”, destaca.

Jornalista: Jéssica Ferri

Você quer se tornar um empreendedor mas não sabe por onde começar ou que negócio abrir?

O Sebrae fez diversos estudos sobre mais de 450 Ideias de Negócios, que dão uma
visão geral sobre cada negócio para apoio na tomada de decisão do futuro empresário.

Conheça e tome a decisão sobre o negócio certo para você!

Latest posts