O corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, determinou à Corregedoria Regional da 1ª Região que apure a conduta do juiz federal Helder Girão Barreto. Ele é acusado por uma família de estar bêbado e ter ameaçado com uma arma vítima e testemunhas após se envolver em um acidente de trânsito.

O caso ocorreu na noite de quarta-feira (22), quando o motoboy Bruno Ícaro bateu na lateral do casso do magistrado, no bairro Caçari, zona Leste de Boa Vista.

Ícaro acusa o juiz de estar bêbado no momento do acidente, teria sacado a arma e deixou do local antes de a polícia chegar. Já o magistrado afirma que o motoboy causou o acidente, após bater na traseira do veículo em alta velocidade, e quase foi agredido pelo trabalhador devido ao incidente.

Ao decidir instaurar o pedido de providências contra o juiz federal, o ministro Humberto Martins destacou que os fatos podem ter repercussão administrativo-disciplinar, caso efetivamente se comprove a prática de conduta incompatível com regime da magistratura.

Foi dado prazo de 60 dias para que a corregedoria regional apresente o resultado da apuração à Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Informações: Roraima em Tempo – Foto: Divulgação