Desde os primeiros momentos de vida, as brincadeiras são fundamentais para o desenvolvimento motor, cognitivo, social e afetivo de uma criança. Na escola, o brincar auxilia no processo de aprendizagem, na interação e socialização dos alunos. Com o novo Currículo Escolar da Educação Infantil, a Prefeitura de Boa Vista inovou o processo de aprendizagem, inserindo o lúdico nas práticas pedagógicas das creches e pré-escolas.

Os alunos da Escola Municipal Waldinete de Carvalho Chaves, por exemplo, já usufruem de uma estrutura criada para que as brincadeiras façam parte da rotina. Através da iniciativa Projetando Brinquedos, a unidade montou vários brinquedos para promover um aprendizado lúdico. Seja na hora do recreio ou em sala de aula, eles aprendem brincando.

Além do parquinho montado na área externa com pneus e madeiras, a escola também criou um espaço lúdico no pátio contendo jogo da memória, amarelinha, jogo de encaixe das formas, tiro ao alvo, hora da imaginação. E a novidade deste ano é a calculadora gigante, cuja ideia é tornar mais divertido o ensino da matemática.

Os alunos da escola, Julia Agatha e Romulo Neto, ambos de 5 anos, se divertem durante as atividades com os brinquedos. “Eu gosto de brincar de massinha, boneca. Eu gosto de brincar na amarelinha, de lego e na calculadora”, disse a menina. “Eu gosto de vir a escola para estudar, gosto de brincar de lego, no parquinho, na leitura e na calculadora”, disse Rômulo.

Para o secretário municipal de Educação e Cultura, Arthur Henrique, a escola Waldinete é um exemplo do que é proposto no Novo Currículo da Educação Infantil. Além disso, segundo ele, a neurociência comprova que as crianças realmente serão melhores desenvolvidas se forem estimuladas o suficiente desde a primeira infância (fase que vai da gestação aos seis anos de idade).

“Quando a gente soma o aprendizado convencional à maneira de brincar e utilizar objetos que ajudam nessas experiências de aprendizagem, sabemos que vamos desenvolver ainda mais essas crianças. Pode ser uma experiência motora ou sensorial. Existem vários estímulos diferentes que podem ser feitos e o currículo do ensino infantil da prefeitura traz exatamente este tipo de recurso para a sala de aula”, frisou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here