Antonio Denarium (PSL) foi eleito governador no segundo turno das Eleições, após vencer José de Anchieta (PSDB) — Foto: Valéria Oliveira/G1 RR

A desembargadora Elaine Bianchi foi convocada pelo Tribunal Regional de Roraima (TRE-RR) para assumir o processo que pede a cassação da chapa do governador de Roraima, Antonio Denarium (PSL). A intimação foi publicada no Diário Oficial da quinta-feira (10), que foi divulgado antecipadamente nesta quarta-feira (9).

O pedido ocorre porque o antigo relator do caso, Leonardo Cupello, se declarou suspeito para julgar o caso na segunda-feira (7). O desembargador alegou suspeição sobre foro íntimo.

Um despacho da defesa de Denarium registrado no TRE no último dia 25 pediu o afastamento de Cupello baseado em uma declaração de suspeição apresentada pelo desembargador para conduzir ações que envolviam o governo de Roraima ainda no ano passado.

Na gestão da ex-governadora Suely Campos (PP) Cupello apresentou uma declaração afirmando que não poderia julgar casos envolvendo governadores porque sua esposa aluga uma imóvel para o Instituto de Terras e Colonização do Estado de Roraima (Iteraima).

O governador de Roraima e seu vice, Frutuoso Lins, são acusados de compra de votos pela chapa concorrente, liderada na época por José de Anchieta (PSDB) e Abel Galinha (DEM), que disputou as Eleições de 2018 e perdeu no segundo turno. Procurada, a defesa do governador negou as acusações de compra de votos.

Informações: G1 Roraima

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here