A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza se encerra nesta sexta-feira, 14, em todo o país e Boa Vista, graças à gestão eficiente da prefeitura de Boa Vista alcançou números positivos, ultrapassando a meta geral nacional com 94,16% de cobertura e quase 80 mil doses aplicadas.

A campanha em Boa Vista se iniciou antecipadamente no dia 8 de abril e seguiu até dia 31 de maio. O Ministério prorrogou e estendeu o prazo até esta sexta-feira, dia 14. Para o secretário municipal de saúde, Cláudio Galvão todo o esforço das equipes de imunização valeu a pena. E embora parte da população alvo não tenha abraçado a importância da vacina, o trabalho da Prefeitura de Boa Vista segue com força total.

“Foi muito positiva essa campanha. Durante mais de dois meses, todos nós da prefeitura trabalhamos de forma intensa, por meio de uma equipe comprometida com a saúde e o bem-estar da nossa população. Fomos vacinar inclusive nas casas dos acamados, pessoas prioritárias e que de alguma forma não podiam se dirigir até uma unidade de saúde”.

A prefeitura continua vacinando nas unidades básicas de saúde, os grupos prioritários, além de todas as faixas etárias da população enquanto durarem as doses da vacina, que hoje conta com menos de 2 mil unidades.

A vacina contra a gripe é estrategicamente direcionada às populações com maior chance de complicações que podem produzir casos graves da doença, internações e óbitos. Essa é uma recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS).

A diretora de vigilância epidemiológica, Roberta Calandrini alerta que apesar de termos alcançado a meta geral, os grupos mais vulneráveis como gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto) e como de crianças, que dependem exclusivamente dos pais para serem levadas a uma unidade para imunização, não alcançaram as metas individuais.

“São grupos importantes e com maior probabilidade de desenvolver complicações caso adoeçam de influenza, especialmente as crianças, é importante que os pais levem os seus filhos para vacinar, ainda temos doses disponíveis nas unidades”.

Cobertura vacinal por grupos – Crianças (84,89%), trabalhadores de saúde (80,77%), gestantes (87,28%) e puérperas (85,46%), indígenas (97,68%), idosos (108,29%), professores (128,16%) e portadores de doenças crônicas – (120,79%).

As doses da vacina estão disponíveis nas unidades básicas de saúde da Prefeitura de Boa Vista, para os grupos prioritários e também para a população de forma geral, enquanto houver doses da vacina.

Foto – Jackson Souza

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here