Extração do dendê será destinada para a produção de biodiesel, que deve ser vendido para usinas termelétricas que compõe o sistema isolado que abastece Roraima

No início do mês de abril, a Brasil Bio Fuels (BBF) vai inaugurar no município de São João da Baliza, Sul do Estado, uma fábrica de extração de óleo de palma, conhecido popularmente como dendê. A matéria-prima será destinada para a produção de biodiesel, que deve ser vendido para usinas termelétricas que compõe o sistema isolado que abastece Roraima.

O presidente da empresa, Milton Steagall, se reuniu na sexta-feira, dia 25, no Palácio Senador Hélio Campos, com o governador de Roraima, Antonio Denarium, que se comprometeu em retirar os entraves que impedem o desenvolvimento do setor no Estado.

“A produção de óleo de palma vai alavancar a economia do Sul do Estado. Para que isso se torne possível, temos alguns compromissos como dar celeridade à regularização fundiária e a conclusão do ZEE [Zoneamento Ecológico Econômico] para que não somente a BBF atue com segurança, mas para que possamos atrair novos investidores”, explicou.

Steagall afirmou que em um primeiro momento, a empresa vai beneficiar a produção própria, que corresponde a uma área de 5 mil hectares. “Estamos em Roraima há 10 anos. Já investimos nesse empreendimento cerca R$ 100 milhões. Cultivamos a palma há algum tempo e será com essa produção que iremos iniciar os nossos trabalhos”, complementou.

Em pleno funcionamento, a indústria terá capacidade de beneficiar 45 toneladas por hora. “Em um segundo momento vamos comprar a produção local, alavancando o desenvolvimento de pequenos, médios e grandes produtores de palma da região. De início, vamos gerar cerca de dois postos de trabalho a cada 10 hectares”, detalhou.

Energia – O presidente da BBF anunciou ainda que a empresa irá participar do leilão promovido pelo Ministério de Minas e Energia para o fornecimento de energia ao mercado consumidor de Boa Vista e localidades conectadas.

“Roraima ainda faz parte de um sistema isolado, que são aquelas regiões do país em que a rede elétrica não foi conectada ao SIN [Sistema Interligado Nacional]. O sistema de geração termelétrica pode poluir até 70% menos se utilizar o biodiesel. Além de tudo, o custo diminuiria, uma vez que o combustível fosse fabricado aqui, e isso é possível, Roraima tem um grande potencial”, afirmou.

Informações: Roraima em Tempo