Desde o seu lançamento, no mês passado, a Selvinha Amazônica já se tornou atração em Boa Vista e está fazendo a alegria das famílias, o que tem aumentado bastante a movimentação nas praças da capital, principalmente aos finais de semana.

O projeto está inserido nas diretrizes da política pública da primeira infância, linha prioritária da gestão da prefeita Teresa Surita e tem como objetivo incorporar noções de meio ambiente e biodiversidade na formação escolar e familiar das crianças.

Simulando uma floresta, conta com exemplares de animais característicos da fauna amazônica e podem ser encontrados em três locais de grande circulação de pessoas: o Complexo Ayrton Senna, o Parque Germano Sampaio e a Praça do Mirandinha.

Os animais estão dispostos em tamanho gigante, porém com características infantis, como se fossem filhotes, entre eles o tucano, tracajá, jandaia-sol, papagaio, iguana, onça-pintada, sucuri, jacaré-tinga, tamanduá e iguana.

Além disso, a Selvinha também estimula a ocupação de praças e parques, oferecendo às famílias atrações interativas e com acessibilidade, bem como, dá ênfase ao aspecto social, inclusivo, lúdico e de transformação urbana: memória, identidade e legado.

A prefeita Teresa Surita destacou que a ideia é que haja uma interação com as famílias e consequentemente, o desenvolvimento de atrações turísticas que destaquem a cidade e tragam um diferencial marcante que gere referência de forma agradável.

“Desenvolver informações com os cuidados com o meio ambiente é muito importante nessa faixa etária das crianças. Vamos fazer um trabalho dinâmico na Selvinha, para marcar a capital da primeira infância”, frisou.

A auxiliar administrativa Ramyla Santos de Deus comentou que não tem filhos, mas que levou o afilhado de 10 anos e o priminho dela de 2 anos para conhecer a mini Selvinha na praça Ayrton Senna.

“É um incentivo para trazer as crianças para verem algo diferente, pois o primeiro local que pensamos para interação dos pequenos é o shopping. E aqui tem tantos brinquedos. Ficou lindo. Meu afilhado leu as informações sobre quanto tempo os bichinhos vivem”.

A iguana gigante da praça do Mirandinha chamou a atenção da psicóloga Maria Arlete dos Santos Araújo. Ela contou que a influência para conhecer o bichinho posicionado na praça foi da filha de 10 anos.

“Nós temos o hábito de frequentar a praça do Mirandinha, porém à noite. Eu fiquei curiosa também para conhecer a famosa iguana gigante, pois já tinha visto nas redes sociais, não só aqui no Mirandinha, mas também no Airton Sena e no Germano Sampaio. Tem chamado muita atenção das crianças e dos adultos também”, disse.

 Praça Germano Sampaio recebeu dois exemplares que em pouco tempo sofreu vandalismo

 A praça Germano Sampaio foi um dos locais escolhidos para receber dois exemplares de um dos animais da flora roraimense, a onça pintada. No local, um exemplar gigante de uma onça adulta e ao lado, um filhote.

“Mãe e filha” têm atraído a atenção do público que mora nas proximidades da praça e bairros próximos como também de pessoas que moram nos bairros mais centrais da cidade, uma forma de movimentar o turismo de forma positiva em todas as praças da capital.

Mas em pouco tempo, já sofreram vandalismo. A onça menor  e um refletor posicionado para a iluminação dos monumentos foram danificados. A prefeitura pede que a população ajude a cuidar da Selvinha Amazônica, criada para reforçar o cuidado e a atenção da gestão com a Primeira Infância em Boa Vista.

Qualquer informação sobre atos de vandalismo nos animais da Selvinha Amazônica e nas praças de Boa Vista podem ser informados no 156 da Prefeitura ou 153 da Guarda Civil Municipal.