Faltando exatamente uma semana para a virada de ano, o governador Antônio Denarium ainda não faz ideia de como fazer o tradicional Reveillon no Parque Anauá. O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura, ainda está em busca de patrocinadores para o evento. Para isso, um edital foi aberto para captar empresas, mas o prazo já se encerrou na última sexta-feira (20).

Assim como aconteceu no Arraial do Anauá deste ano, o governo busca o apoio das empresas por meio da aquisição de cotas de patrocínio. Na cota A, modalidade ‘Apresenta’, o empresário terá que investir R$ 50 mil reais. Entre as contrapartidas do governo, o patrocinador terá exclusividade das linhas de cerveja, energético e cachaça da marca do patrocinador, em todas as atividades de comercialização dos referidos tipos de bebidas, no ambiente do evento.

Na cota B, modalidade ‘Patrocínio’, cessão de espaço no local do evento para instalação de stand promocional do patrocinador é uma das contrapartidas do governo. Os empresários interessados por essa cota terão que investir R$ 10 mil.

Na última cota, a de letra C e modalidade ‘Apoio’, o patrocínio das empresas para o Réveillon 2020 será no valor de R$ 5 mil. O governo se compromete a utilizar a logo do patrocinador nas costas das camisetas do evento; inserção da logo também no painel LED e assinatura em spot de rádio.

Vale lembrar que no ano passado, o roraimense não contou com o evento, muito menos com a tradicional queima de fogos na virada do ano, tendo em vista que a então governadora Suely Campos foi afastada do cargo e Denarium, governador eleito e nomeado interventor pelo Governo Federal não quis fazer a festa, já que o Estado se encontrava com o ‘caixa’ praticamente zerado.

Informações: Folha de Boa Vista