Na avaliação do presidente da CPI da Saúde, deputado Coronel Chagas (PRTB), as justificativas do ex-secretário de Saúde Francisco Monteiro sobre a compra superfaturada de respiradores não são convincentes. Ele prestou depoimentos nessa segunda-feira (11). Agora, o próximo passo é convocar o governador Antônio Denarium a depor.

Na última reunião da CPI da Saúde, na semana passada, o deputado Renato Silva (Republicanos) apresentou um requerimento pela convocação do governador. A solicitação foi enviada para a Procuradoria Jurídica da Casa, que emitiu parecer informando que a Casa não teria esta atribuição.

Deste modo, os parlamentares resolveram fazer um convite ao chefe do Executivo. “O governador respondeu questionamentos de outros órgãos fiscalizadores, então creio que não irá se opor ao convite”, pontuou Renato Silva.

“Está comprovado o superfaturamento, uma decisão infeliz a nossos ver, incidindo em crimes que certamente ele irá responder. A oitiva foi bastante proveitosa e nós temos em mãos uma situação gravíssima, um escândalo de superfaturamento”, disse Chagas.

A CPI realizará mais oitivas e diligências nos próximos dias e continuará a análise de 21 processos, cujas cópias foram coletadas na semana passada da sede da Sesau, sobre as aquisições feitas no período de calamidade.

Informações: Blog do Perônico – foto: Divulgação