“DINHEIRO NA CUECA”: PGR quer prorrogar inquérito do senador Chico Rodrigues

A Polícia Federal encontrou indícios de direcionamento na licitação para beneficiar empresas ligadas ao senador Chico Rodrigues (foto: Agência Senado)

A Procuradoria Geral da República (PGR) encaminhou ao Supremo Tribunal Federal (STF) um pedido de prorrogação por 60 dias do inquérito que apura o desvio de R$ 20 milhões em recursos federais destinados ao combate à pandemia em Roraima.

A Operação Desvid-19 foi às ruas em outubro de 2020. um dos eixos da investigação mira fraudes no contrato para aquisição de kits de testes rápidos voltados à detecção do Coronavírus.

A Polícia Federal encontrou indícios de direcionamento na licitação para beneficiar empresas ligadas ao senador Chico Rodrigues. Uma delas, a Quantum Empreendimentos.

Um dos alvos da operação Chico foi pego com dinheiro entre as nádegas, pela Polícia Federal, em buscas realizadas na casa dele em Boa Vista no mês de outubro do ano passado.

“No documento, a PGR afirma que estão pendentes várias medidas necessárias para a conclusão das investigações, como depoimentos do próprio Chico Rodrigues e de empresários.”

O órgão ainda pretende pedir à Controladoria Geral da União o material elaborado por auditores com base na análise de itens apreendidos na Operação, “com o objetivo de examinar a suposta idoneidade dos procedimentos licitatórios”.