Senadores de Roraima não destinaram recursos para Boa Vista em 2020

O trio demonstra pouco ou nenhum interesse pela capital

A capital Boa Vista, onde vivem mais de 70% da população do Estado de Roraima, não recebeu um real sequer de emendas dos três senadores Chico Rodrigues, Telmário Mota e Mecias de Jesus. É o que aponta o Portal da Transparência do Senado Federal.

O senador por Roraima, Chico Rodrigues, por exemplo, destinou R$ 200 mil para o Estado de São Paulo, mas não enviou recursos para a capital Boa Vista, onde teve mais de 80 mil votos. Das seis emendas de Chico, duas foram para a capital paulista e outras quatro foram para o Estado de Roraima, em especial, uma de quase R$ 8 milhões para a saúde.

Vale lembrar que Chico Rodrigues é investigado por participar de esquemas de desvio de recursos da Covid-19, envolvendo o Governo do Estado. Chico foi flagrado recentemente pela Polícia Federal com mais de R$ 30 mil reais dentro da cueca. O senador é suspeito de ser intermediador e de direcionar licitações na Secretaria de Estado da Saúde, na gestão do governador Antônio Denarium.

O desinteresse de Chico pela cidade de Boa Vista se estende aos demais senadores Telmário Mota e Mecias de Jesus. De acordo com o Senado Federal, Mecias também destinou quase R$ 8 milhões só para a Saúde do Estado de Roraima, pasta que o senador é acusado de ter contratos envolvendo familiares como laranjas.

Das quatro emendas de Mecias, nenhuma foi para a Prefeitura de Boa Vista investir na saúde, em obras de infraestrutura, educação, lazer, social, tampouco para reforçar os atendimentos nas UBS’s durante a pandemia. O Hospital da Criança, único de referência em todo o Estado para atendimento infantil de emergência e que já atendeu milhares de casos de covid, não recebeu investimentos do senador Mecias.

Telmário Mota, que também é acusado de ter contratos com a Secretaria de Estado da Saúde na gestão do governador Antônio Denarium, tem 13 emendas em 2020, sendo 8 delas direcionadas para a Saúde, a mesma onde houve denúncias de escândalos de corrupção, com a compra dos respiradores mais caros do Brasil, máscaras, cartilhas e outros produtos superfaturados. Ao todo, Telmário enviou para os secretários de Saúde do Estado, indicados por Denarium, quase R$ 10 milhões em emendas.

Na época do escândalo dos respiradores, Telmário foi o único senador que pediu uma salva de palmas para o ex-secretário Monteiro, durante coletiva de imprensa realizada por Denarium quando anunciou a demissão do secretário por ter comprado os respiradores mais caros do Brasil com pagamento antecipado. Segundo Telmário, Monteiro estaria sendo demitido por perseguição política.

Veja as emendas que os senadores por Roraima fizeram em 2020:

CHICO RODRIGUES

http://www.portaltransparencia.gov.br/emendas/consulta?paginacaoSimples=true&tamanhoPagina=&offset=&direcaoOrdenacao=asc&de=2020&ate=2021&autor=4143&colunasSelecionadas=codigoEmenda%2Cano%2Cautor%2CnumeroEmenda%2ClocalidadeDoGasto%2Cfuncao%2Csubfuncao%2CvalorEmpenhado%2CvalorLiquidado%2CvalorPago

TELMÁRIO MOTA

http://www.portaltransparencia.gov.br/emendas/consulta?paginacaoSimples=true&tamanhoPagina=&offset=&direcaoOrdenacao=asc&de=2020&ate=2021&autor=3804&colunasSelecionadas=codigoEmenda%2Cano%2Cautor%2CnumeroEmenda%2ClocalidadeDoGasto%2Cfuncao%2Csubfuncao%2CvalorEmpenhado%2CvalorLiquidado%2CvalorPago

MECIAS DE JESUS

http://www.portaltransparencia.gov.br/emendas/consulta?paginacaoSimples=false&tamanhoPagina=&offset=&direcaoOrdenacao=asc&de=2020&ate=2021&autor=4093&colunasSelecionadas=codigoEmenda%2Cano%2Cautor%2CnumeroEmenda%2ClocalidadeDoGasto%2Cfuncao%2Csubfuncao%2CvalorEmpenhado%2CvalorLiquidado%2CvalorPago