Governo contratou por mais de R$ 3 milhões serviço de manutenção de centrais de ar

Este é mais um contrato, com valor expressivo, firmado somente este ano que beneficia a Secretaria Estadual de Educação e Desporto (Seed), que tem como titular a cunhada de Denarium, Leila Perussolo - Foto: Arquivo Pessoal

O governador de Roraima, Antonio Denarium (PP), contratou uma empresa para realizar manutenção em centrais de ar por mais de R$ 3 milhões. O resultado da licitação consta no Diário Oficial do Estado (DOE) do dia 30 de setembro.

De acordo com a publicação, o objeto é a contratação de serviço de manutenção preventiva e corretiva, com troca de peças e fornecimento de materiais de consumo quando houver necessidade em centrais de ar-condicionado.

Este é mais um contrato, com valor expressivo, firmado somente este ano que beneficia a Secretaria Estadual de Educação e Desporto (Seed), que tem como titular a cunhada de Denarium, Leila Perussolo.

O pregão eletrônico, sob o número 005/2019, contempla as empresas Marilene M. Cabral Eireli, com o valor de R$ 393.611,88, A. da Silva Correa, com R$ 2.701.200,00, e a GP Serviços de Instalação e Refrigeração de Central, com R$ 54.239,36. Ao todo, os valores somam R$ 3.149.051,24.

Conforme o documento, o processo licitatório deve atender as necessidades das escolas de ensino fundamental, ensino médio, médio integrado e setores administrativos da Seed, na capital e interior do Estado.

Outros contratos

No fim do mês passado, Denarium, por meio da Seed, firmou um novo contrato com a empresa Gilce O. Pinto, investigada pela Polícia Federal (PF) por suposto esquema de corrupção na Secretaria da Saúde (Sesau). O DOE mostra que será pago o valor mensal de R$ 2.328.211,22 à empresa, por um período de um ano.

Sem detalhar informações importantes, como o Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ), o governo, por meio da Secretaria de Educação, comprou equipamentos eletrônicos por R$ 314.039,28 e o prazo de vigência se encerra no dia 31 de dezembro deste ano, conforme o DOE.

Em setembro, a Seed comprou uniformes esportivos por R$ 539.500,00. A publicação não revela várias informações como, a quantidade de fardamentos adquiridos e se a vigência do contrato pode ser prorrogada. O extrato não informa, ainda, se a aquisição foi efetivada com uma empresa ou pessoa física, uma vez que só mostra o nome da responsável.

Informações: O Poder