Cai o 9º secretário de Saúde do Governo Denarium

Leocádio estava na Pasta há quatro meses – Foto: Reprodução/Facebook/Antonio Denarium

O secretário de Saúde do governo, Leocádio Vasconcelos, pediu exoneração do cargo nessa segunda-feira (6). Vasconcelos assumiu a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) há pouco mais de quatro meses, em 23 de julho. A informação foi confirmada com exclusividade pelo próprio secretário ao jornal Roraima em Tempo.

O contador e bacharel em direito é o nono gestor a passar pela secretaria no governo de Antonio Denarium. Ele assumiu após a saída de Airton Cascavel. O empresário teve a gestão marcada por denúncias de falta de medicamentos, materiais, assim como de profissionais.

À época, Leocádio disse que o desafio seria intensificar o trabalho da equipe no combate à pandemia da Covid-19. Até o momento o governo não divulgou um novo nome para a Pasta.

Outros gestores

Em apenas dois anos e meio, a Sesau teve nove gestores. Anteriormente, estiveram na Pasta: Airton Wanderley, Élcio Franco, Cecília Lorenzom, Allan Garcês, Francisco Monteiro, Olivan Junior, Marcelo Lopes, e Airton Cascavel.

Secretaria

A Secretaria de Saúde é alvo de investigações, sobretudo, por suspeita de contratos ilegais. Ontem (6), por exemplo, a CPI da Saúde apresentou o relatório final e pediu o indiciamento de 65 pessoas. Todas envolvidas em possível desvio de recursos da instituição.

Sendo assim, no ano passado, a Polícia Federal fez as Operações Vírion e Desvid-19, que apuram lavagem de dinheiro de R$ 20 milhões.

A polícia fala que as fraudes começaram em 2019, já na gestão de Denarium. Chico Rodrigues (DEM), Mecias de Jesus (Republicanos) e Telmário Mota (Pros) fazem parte dos esquemas, de acordo com a PF.

Depois que os esquemas se tornaram públicos, o governador decretou uma intervenção na Saúde, mas, os problemas não acabaram.

Citado

A redação entrou em contato com a Secretaria de Comunicação do Governo e aguarda resposta.

Informações: Roraima em Tempo