Através do projeto Viva o Amor, os alunos recebem, de forma lúdica, orientações importantes de como identificar e se defenderem de situações envolvendo bullying e abusos

Os alunos da Escola Municipal Branca de Neve estão recebendo, de forma lúdica, importantes orientações cuja finalidade é combater a violência e o abuso sexual infantil. A primeira ação do projeto “Viva o Amor” ocorreu nesta terça-feira, 25, com o Chá de Boneca voltado para as meninas.

O projeto foi criado justamente para abordar assuntos relevantes às crianças. A vez dos meninos será na próxima quinta-feira, 27, às 10 e às 16h, com o Chá de Carrinhos. Ambos os eventos são marcados por palestras, vídeo e dramatizações. De forma lúdica, os palestrantes ensinam aos alunos que é preciso ter um adulto de confiança para compartilhar situações de risco.

Além do Chá de Boneca e de Carrinho, há o Encontro de Pais. De acordo com a gestora escolar Maria de Jesus Medrado, o objetivo é resgatar valores, orientar as crianças sobre temas como bullying, higiene pessoal, saúde, abusos infantis, seja sexual, físico e emocional.

“Esse projeto é necessário, justamente porque o mundo precisa de atos de amor. Orientamos as famílias também porque muitas vivem em situação de risco e o que pudermos fazer por essas crianças, estamos fazendo”, declarou a gestora.

Quem ministrou a palestra aos alunos foi a professora Carmem Gorete, especialista em Psicopedagogia e mestre em Ensino. Para ela, a escola desempenha um papel fundamental de comunicação com a família dos alunos e que assuntos relevantes devem ser abordados no ambiente escolar.

“As crianças são vulneráveis e elas poderão cair em armadilha que hoje a sociedade vive. Precisamos ensiná-las que o nosso corpo é precioso e há partes nele que não podem ser tocadas por qualquer pessoa. É na escola que muitas vezes os alunos contam tudo para a professora. Ensinamos a criança que não há segredos e tudo precisa ser contado aos pais”, disse.