O município de Cantá, interior de Roraima, prorrogou até 30 de junho as medidas de enfrentamento à pandemia de coronavírus. O decreto foi assinado pelo prefeito Carlos José da Silva, nessa segunda-feira (15).

Com isso, ficam proibidos eventos da prefeitura, bem como de qualquer instituição, que possam causar aglomeração de pessoas. Atividades ao ar livre, esportivas, em parques, praças, quadras também estão suspensas. Segundo o decreto, cultos nas igrejas continuam proibidos.

Até ontem, a cidade tinha confirmado 288 casos de coronavíru, ficando atrás apenas de Boa Vista. Quatro mortes foram registradas no município, conforme boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau).

“Permanecem autorizados mercados, mercearias, açougues, padarias e farmácias, ressaltando que os proprietários deverão redobrar os cuidados para evitar contágios, como limitar entrada de clientes, limpeza dos estabelecimentos, fornecer álcool em gel, máscaras e luvas”, orienta o documento.

Já com relação aos restaurantes e lanchonetes, apenas os serviços de delivery e drive-thru estão liberados. “Fica recomendado o uso de máscara de proteção facial a todas as pessoas que necessitarem sair às ruas”, pondera a prefeitura.

O decreto também menciona que desde ontem foram iniciadas as atividades não presenciais na rede municipal de ensino, para cumprimento de 800 horas do calendário escolar.

Informações: Roraima em Tempo – Foto: Prefeitura do Cantá