Nutricionistas e farmacêuticos denunciaram a mudança na escala de trabalho para atuar no Hospital da Campanha. De acordo com uma profissional que preferiu não se identificar, o edital da Secretaria de Saúde prevê uma escala diferente do que vem sendo apresentada pela Operação Acolhida.

Essa mesma questão vem causando indignação na classe médica. Agora, os demais profissionais de outras especialidades se juntam a causa.

“Estão tentando fazer uma escala que ultrapassa a carga horária do edital, a escala correta seria de 12 horas trabalhadas por 60 horas de descanso. E o que a Operação definiu foi uma carga horária de 12 horas por 36 horas. Nessa escala, seria um trabalho de um dia e folga outro. E fica muito cansativo, por que vamos lidar com essa doença que desgastam todos tanto fisicamente como emocionalmente” explicou.

Informações: Folha de Boa Vista – Foto: Nilzete Franco