Uma equipe de saúde com 21 profissionais de saúde da Marinha, Exército e Aeronáutica, foi enviada pelo Ministério da Defesa para atender 136 aldeias dos Distritos Sanitários Especiais (Dsei’s) Yanomami e Leste de Roraima. A informação foi repassada pela Pasta, nesta segunda-feira (29).

O objetivo é que os médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem atuem em conjunto com profissionais da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) para impedir o alastramento de casos de coronavírus em populações indígenas, além de levar itens de proteção individual e insumos médicos.

Ao todo, 2,5 mil indígenas das etnias Yanomami, Macuxi e Ye’Kuana, que vivem nas reservas Yanomami e Raposa Serra do Sol, devem ser contemplados com atendimentos e insumos, informou a Pasta.

Conforme o secretário de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto, general Manoel Luiz Narvaz Pafiadache, o apoio às comunidades indígenas faz parte do esforço interministerial para conter o avanço da doença e amparar a população indígena.

“Levar atendimento de saúde às aldeias de Roraima, assim como em qualquer outra, é fundamental, tendo em vista que muitos indígenas são mais suscetíveis ao coronavírus, porque vivem em locais com grande número de moradores, compartilham utensílios domésticos e realizam práticas culturais de atividade coletiva”, comentou.

Em ação preventiva, antes do embarque a equipe da Divisão de Saúde Operacional da Aeronáutica verificou a temperatura e realizou entrevista para confirmar o bom estado de saúde e ausência de qualquer sintoma da Covid-19 entre os integrantes da missão. Além disso, foi exigida a apresentação de teste de RT-PCR negativo para a doença.

Informações: Roraima em Tempo – Foto: Ministério da Defesa