OPINIÃO: Denarium dá calote em servidores

Com mais de R$ 1 bilhão em caixa, o governador Antônio Denarium continua brincando com a saúde do povo

Lembro-me bem, como se fosse hoje. No dia 14 de outubro passado, Antônio Denarium prometeu que pagaria agora, em novembro, as progressões verticais para os professores. Só balela, mais um calote do governador.

Então novembro chegou e nada da lista suplementar com o nome dos professores que têm direito a receber as benditas progressões.

E olha que Denarium até divulgou nas redes sociais que já tinha descolado R$ 5 milhões para pagar os professores. Mas, na verdade, o governador apenas cumpria uma determinação judicial, que o obrigou a pagar as progressões.

Para quem não quer enxergar, o calote está aí, muito bem dado. O Sinter já avisou que vai continuar cobrando o pagamento das progressões, com toda razão. Mas quem sabe Denarium não paga até o próximo ano, de eleição.

Denarium também aplicou o mesmo golpe no pessoal da Saúde. Prometeu pagar as progressões por lá, mas, por enquanto, nada. Outro engodo de vossa excelência.

Quer saber? Denarium não está nem aí para o servidor público. Duvida? Para quem não lembra, assim que assumiu o governo, já mal intencionado, ele acionou várias vezes o STF para mudar a legislação estadual e retirar direitos adquiridos pelos servidores de Roraima.

Várias ADI’S de Denarium

Denarium ingressou com várias ações na Justiça, as ADI’S. Desse modo, em uma delas, a 6091, o governador alterou o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração dos servidores da Educação Básica. Prejuízo para a categoria.

Na caótica Saúde, Denarium também ingressou com uma ADI, a 6059, e reduziu de 18% para 12% o percentual investido no setor. E hoje o que vemos é uma verdadeira carnificina no HGR.

Mais ainda era pouco. Denarium continuou atacando o servidor público e, do mesmo modo, ingressou com outra ação, a ADI 6069, suspendendo o plano de cargos, carreira e remuneração dos servidores do Iteraima.

Depois, vossa excelência ingressou com a ADI 6080 e suspendeu a lei que alterou remunerações e gratificações pagas a servidores de cargos operacionais, de níveis médio e superior, na Femarh e no IACTI.

Pois até a UERR não escapou da sanha de Denarium. Com a ADI 6102, o governador anulou o plano de cargos, carreiras e remunerações dos servidores efetivos da área administrativa da Universidade.

Este é o governo “cada dia melhor” de Antônio Denarium. O servidor público do Estado só amarga prejuízo, “cada dia pior”.

Álvares dos Anjos – cronista.