A Casa do Estudante, uma das opções para alunos de baixa renda que vêm morar em Boa Vista para cursar o ensino superior, tem se tornado um desafio para os seus residentes. Em visita ao local, nesta quinta-feira (30), a reportagem da FolhaBV constatou problemas como mato, pintura desgastada, paredes com rachaduras.

Há ainda cerâmicas quebradas, teto e sacada deteriorados pela ação do tempo, fios de eletricidade a mostra e até a presença de casas de abelhas em canos nas sacadas. A quadra de esportes também está tomada pelo mato.

Um estudante que pediu para não ser identificado, contou que alguns moradores que trabalhavam foram demitidos em razão da crise econômica causada pela pandemia do coronavírus e tiveram que voltar para a casa dos pais no interior do Estado.

“Aqui tá bem complicada a situação. O pouco que temos somos nós que conseguimos porque ainda temos trabalho. Espero que o governo der uma atenção à casa, que está abandonada há muito tempo”, disse.

Em junho do ano passado, um documento assinado pelo MPRR recomendava ao governo do estado a realização de uma reforma imediata no local e dava um prazo de 30 dias para que apresentasse o cronograma de realização das obras.

GOVERNO – A Seed (Secretaria de Educação e Desporto), por meio de nota, esclareceu que em relação à reforma da Casa do Estudante, o DAE (Departamento de Apoio ao Educando), setor responsável pela unidade, identificou que há dez anos o prédio não passa por nenhum reparo na estrutura física.

Informou que a atual gestão está realizando um levantamento das necessidades estruturais e estudando a alocação de recursos que serão destinados à revitalização do espaço. “A Seed editou a Portaria N° 0079/2020/SEED/GAB/RR, a qual estabelece critérios para acesso e permanência na Casa do Estudante, como forma de organizar e regulamentar a utilização do espaço”, diz trecho da nota.

MINISTÉRIO PÚBLICO – O Ministério Público do Estado de Roraima (MPRR), por meio da Promotoria de Justiça de Defesa da Educação, informou a reportagem que na última segunda-feira (27.07), expediu ofício para a Secretaria Estadual de Educação, solicitando informações urgentes a respeito da Casa do Estudante.

Informou ainda que a Promotoria de Justiça recomendou em 2019, que o Governo do Estado providenciasse a reforma da casa até junho deste ano. Em janeiro, a pedido do MPRR, o Governo retomou a gestão do local, que estava a cargo dos próprios estudantes. “A Secretaria Estadual de Educação deve responder ao MPRR ,até a próxima semana, quais as medidas que estão sendo adotadas para a melhoria do local”, finaliza a nota do Ministério Público.

Informações: Folha de Boa Vista – Foto: Nilzete Franco